MOBILIZAÇÃO CONTRA REFORMA ADMINISTRATIVA

Sindicato

ATENDIMENTO DA SEDUFSM

A Sedufsm informa que, desde o dia 23 de março de 2020, em função da pandemia, a sede do sindicato está fechada e os atendimentos sendo realizados de forma remota. Os (as) sindicalizados (as) podem entrar em contato com a entidade das 8h às 12h e das 14h às 18h através do e-mail sedufsm@terra.com.br ou pelos telefones (55) 99962-2248 e (55) 99935-8017.


Espaço Cultural

Reflexões Docentes

Contatos SEDUFSM

(55) 3222 5765

Segunda à Sexta
08h às 12h e 14h às 18h

Endereço

SEDUFSM
Rua André Marques, 665
Centro, Santa Maria - RS
97010-041

Email

Fale Conosco - escreva para:
sedufsm@terra.com.br

Twitter

SEDUFSM

Facebook

SEDUFSM

Youtube

SEDUFSM

Notícias

07/04/2021   07/04/21 12h27 | A+ A- | 293 visualizações

CEPE vota novo calendário nesta quarta, 7

Proposta é adiar o início das aulas para maio


Reunião do CEPE que rediscutirá calendário pode ser acompanhada pelo site do Farol UFSM

O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE) vota nesta quarta-feira, 7 de abril, a partir das 16h, um novo calendário acadêmico referente ao primeiro semestre de 2021 na UFSM. O calendário anterior, aprovado em 9 de fevereiro, previa que as aulas iniciassem em 12 de abril. Recentemente, porém, surgiu uma nova proposta: adiar o início do primeiro semestre para 18 de maio, data em que ingressarão os novos estudantes da instituição aprovados no Sistema de Seleção Unificada (SISU).

A nova proposta de calendário surgiu depois do memorando encaminhado pela Pró-Reitoria de Graduação (Prograd) às Coordenações de Curso e Chefias de Departamento, que orientava que as aulas das disciplinas ofertadas para os acadêmicos ingressantes na graduação iniciassem no dia 18 de maio, após o término do período de confirmação de vaga e matrícula. De início, a previsão do memorando era de que o adiamento das disciplinas ofertadas aos calouros não afetaria a organização das disciplinas ofertadas a veteranos, que se manteriam com início em 12 de abril. Isso, contudo, gerou críticas na comunidade docente, visto que implicaria em duas datas diferenciadas de ingresso no primeiro semestre letivo de 2021: veteranos em 12 de abril e calouros em 18 de maio.

Diante disso, a direção da Sedufsm oficiou a reitoria da UFSM, considerando que a proposta resulta em precarização e intensificação do trabalho dos/as docentes, que terão prazos diversos para conclusão de disciplinas, posicionando-se pela manutenção de data única para o início do referido semestre, em 18 de maio de 2021. O CEPE decide hoje se aprova o novo calendário ou se mantém o anterior, conforme o memorando da Prograd.

Uma série de problematizações são levantadas na atual situação. Uma delas diz respeito a que uma parte dos calouros do primeiro semestre de 2020 não cursou as disciplinas via Regime de Exercícios Domiciliares Especiais (REDE), de forma que o farão agora, juntamente com os calouros de 2021, o que tende a superlotar algumas turmas e gerar sobrecarga de trabalho aos docentes. Para Neila Baldi, diretora da Sedufsm e integrante do CEPE, poderia existir a possibilidade de que fossem ofertadas duas turmas diferentes [uma para calouros de 2020 com disciplinas não cursadas, outra para calouros de 2021], contudo tal cenário é difícil de ser concretizado, dada a escassez de professores para dar conta de tantas turmas diferenciadas.

Outra crítica pontuada por Neila é que, embora os prazos do SISU já sejam de conhecimento público desde fevereiro, a reavaliação da data de início do primeiro semestre letivo de 2021 só está sendo feita esta semana, “aos 45 minutos do segundo tempo”.

“Nossa critica é à precarização do trabalho e à falta de planejamento”, argumenta Neila, acrescentando que, para os cursos de licenciatura, o novo calendário também não é funcional, uma vez que não coincide com o calendário das escolas estaduais, o que implicará em dificuldade de conseguir campos de estágio no segundo semestre.

Unificação de calendários

Para o docente do departamento de Direito da UFSM, José Luiz de Moura Filho (Zeca Moura), o caminho correto seria a unificação de ambos os calendários, e não a manutenção de duas datas distintas para ingresso.

“Entendo que tem de ser unificado. Ter dois calendários é muito complicado. Os professores provavelmente terão que usar até seu período de férias, pois o calendário dos calouros vai ficar mais defasado, e aí, quando terminar o dos calouros, começará o dos veteranos. É uma questão de planejamento”, opina o docente.

Zeca levanta, de forma semelhante à Neila, preocupação com a possível sobrecarga de trabalho docente. “Se tu olhar o Portal do Professor, não aparece mais, como aparecia antes, o número de vagas nas disciplinas. Então estamos às cegas, a ponto de, numa disciplina, colocarem 90 alunos. Isso é absurdo e impossível. Que qualidade teremos? Essa situação é fruto de uma falta de planejamento. Temos que olhar para as outras instituições”.

Mais uma crítica ponderada por Zeca Moura é o fato de a responsabilidade pela recuperação dos conteúdos ter sido delegada inteiramente aos docentes.

“Jogaram no colo dos professores a recuperação do calendário do primeiro semestre daqueles alunos que não concluíram. No meu caso são todos. Eles têm, segundo resolução da Prograd, até uma semana depois de iniciado o calendário [deste semestre] para contatar diretamente o professor e estabelecer um cronograma específico para cada caso. É absurdo e joga no colo dos professores uma responsabilidade que é da gestão, das chefias de departamento, das coordenações. Em nome de cumprir calendário e meta, não está se avaliando a qualidade”, preocupa-se o docente, lembrando que o ensino remoto ainda conta com muitos problemas observados quando de sua implementação, a exemplo de estudantes com dificuldades de acesso à internet, limitações estruturais e socioeconômicas.

A reunião do CEPE poderá ser acompanhada ao vivo no site do Farol UFSM.

 

Texto: Bruna Homrich

Imagem: Print

Assessoria de Imprensa da Sedufsm



Fotos



* Clique na foto para Ampliar!


Compartilhe com sua rede social!














© 2021 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041