ATENDIMENTO DA SEDUFSM

A Sedufsm informa que a partir de segunda, 23 de março, a sede do sindicato estará fechada e todos os atendimentos serão realizados de forma remota (online), por tempo indeterminado. Os (as) sindicalizados (as) poderão entrar em contato com a entidade das 8h às 12h e das 14h às 18h através do e-mail sedufsm@terra.com.br ou dos telefones (55) 99614-2696 e (55) 99935-8017.

Sindicato


Espaço Cultural

Reflexões Docentes

Contatos SEDUFSM

(55) 3222 5765

Segunda à Sexta
08h às 12h e 14h às 18h

Endereço

SEDUFSM
Rua André Marques, 665
Centro, Santa Maria - RS
97010-041

Email

Fale Conosco - escreva para:
sedufsm@terra.com.br

Twitter

SEDUFSM

Facebook

SEDUFSM

Youtube

SEDUFSM

Reflexões docentes

Retorno às aulas (pressa é a amiga da imperfeição)

25/05/2020

Helenise Sangoi Antunes
Professora do departamento de Metodologia do Ensino da UFSM - UFSM

Espero que o governador do Estado do Rio Grande do Sul tenha o mesmo cuidado e zelo no que se refere ao retorno das aulas no Rio Grande do Sul, como está tendo com outros setores do referido Estado. Pois, a educação é um setor muito complexo e dinâmico. Diria mais: se estamos agora com uma possibilidade de retorno de alguns setores tem muito a ver com a decisão de lideranças sérias e comprometidas com a vida humana, que decidiram pelo cancelamento das aulas presenciais. Neste sentido, me refiro aos Reitores (as), Pró-reitores (as), Diretores (as) de Centros de Ensino, Coordenadores (as) de Cursos de Graduação e Pós-Graduação, Chefias de Departamentos, professores (as), Técnicos(as) administrativos(as) em Educação, estudantes, coordenadorias de Ensino, Secretarias de Educação, Secretarias de Saúde, Ministério Público, Prefeitos(as)... a lista deve ser bem maior e presto o meu reconhecimento a todos (eles e elas). Espero que o governador continue ouvindo a todos, principalmente porque a possível retomada das aulas em junho ou julho de 2020 precisa ter uma contrapartida muito séria por parte do Governo do Estado do RS e do próprio Ministério da Educação e Ministério da Saúde.

Justifico esta afirmação porque precisamos ter uma contrapartida significativa do poder público no que se refere ao retorno das aulas: higiene nos banheiros, limpeza das mesas e cadeiras ao término de cada turno, higiene ampliada nos refeitórios, nos brinquedos da educação infantil, nas pracinhas... sem falar no álcool gel e no uso obrigatório da máscara por toda a comunidade escolar e universitária. Mas será que isto terá que ser feito também pelos professores (as)? Será que teremos que comprar álcool gel e desinfetantes para limparmos as mesas das escolas, dos Institutos federais e das universidades? Será que as educadoras de educação infantil terão que limpar também todos os brinquedos entre um turno ou outro? Ou a nossa comunidade pensa que na Universidade Federal de Santa Maria, nas outras escolas públicas, Universidades Públicas e Institutos Federais a realidade é diferente?

Muitos (as) Reitores (as) tiveram que demitir vários funcionários (as) terceirizados (as) em função do contingenciamento imposto pelo Congresso Nacional em função do teto de gastos públicos. Vocês acham que esta situação foi alterada nas Universidades, Institutos Federais e Escolas Públicas do país? Infelizmente, não. Então, na condição de mãe, pesquisadora e educadora, solicito muita cautela e planejamento no que se refere ao retorno em junho ou julho das aulas presenciais no Estado do Rio Grande do Sul. Me parece que a pressa é com certeza amiga da imperfeição. E, neste contexto atual, pode significar mais perdas de vidas humanas. E o estrago será com certeza, muito maior que se pode imaginar. Investimento público, planejamento, capacidade de ouvir a todos e todas e paciência no contexto atual poderá salvar vidas



Compartilhe com sua rede social!




© 2020 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041
Website por BM2 Tecnologia em Internet