Artigos

SEDUFSM comemora 18 anos

Por:  Diorge Konrad e Fritz Nunes*

Com a promulgação da Constituição Federal de 1988, divisor de águas entre a ditadura civil-militar e a democracia, os servidores públicos e, os docentes federais passam a ter a possibilidade de uma nova forma de organização para pleitear seus direitos: a filiação sindical.

No interior da UFSM, a idéia de professor filiado a sindicato causou divergências e, de tal forma, que a direção da Associação dos Professores se recusou a discutir na categoria a sindicalização. Em virtude disso, uma centena de docentes se mobilizou e, no dia 7 de novembro de 1989, em assembléia, fundaram a Seção Sindical dos Docentes da UFSM, a SEDUFSM.

De lá para cá já se vão 18 anos de existência, algo em torno de 6.570 dias. Além da diretoria provisória, comandada pelo professor Clovis Guterres, em 1989, estamos na nona gestão. Tivemos períodos de construção, de luta e, atualmente, de resistência. As greves, a pressão ao governo que redundou em muitos ganhos para a categoria e as dezenas e dezenas de atividades culturais, políticas e sociais são algumas páginas da história da seção sindical que, ao olharmos para trás, marcam nossa trajetória.

Uma entidade que iniciou pela disponibilidade e compreensão de 100 abnegados professores, atualmente possui mais de 1.200 associados, transformando-se em referência e parceira do movimento sindical de Santa Maria. Além disso, possui uma sede no centro de Santa Maria e, em breve, pretende viabilizar a idéia da sede no campus. É a SEDUFSM, que em 2007, está alcançando a sua maioridade: 18 anos. Ainda jovem, mas com muita experiência acumulada. E essa experiência, é preciso lembrar, resultante da luta de bravos colegas e, companheiros, que ao longo de anos dedicaram momentos importantes de suas vidas à consolidação do sindicato.

No primeiro aniversário do sindicato sem Joél Abílio Pinto dos Santos, nossa reverência a todos os que, ao longo dessas décadas, construíram a nossa história sindical. Não nos esquecemos de você, de Sérgio Pires, de Atílio Rossatto e de tantos outros dirigentes e filiados que construíram esta entidade em defesa da Universidade Pública, Gratuita, Estatal, de Qualidade e Socialmente Referenciada. Pela categoria, por esta Universidade e pela UFSM continuaremos lutando.

Vida longa à SEDUFSM.

(Artigo publicado no jornal A Razão de 12.11.07)

* SEDUFSM



Compartilhe com sua rede social!

© 2017 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041
Website por BM2 Tecnologia em Internet