Artigos

A SEDUFSM e os novos desafios

Por:  Sérgio Alfredo Massen Prieb*

Realizou-se em Brasília entre os dias 19 e 21 de setembro, o III Congresso Extraordinário do ANDES-SN. Contando com aproximadamente 300 participantes e ainda sob o impacto da tentativa de criação de um sindicato paralelo ao ANDES-SN por parte da CUT/PROIFES, a grande discussão que permeou o III Congresso Extraordinário foi formular respostas aos ataques que nossa entidade nacional vem sofrendo por parte do governo Lula.

A proposta mais polêmica era a mudança de Estatuto do ANDES-SN, através da proposição de que a entidade deixasse de representar os professores das universidades particulares, pois o argumento utilizado para justificar a suspensão do registro sindical é a existência no interior da entidade, de professores das universidades privadas de ensino, também representados pelos SINPROs, o que fere a unicidade sindical. O governo federal afirma que enquanto o ANDES-SN não abrir mão do setor das particulares (na verdade, um segmento minoritário dentro da entidade) não recuperará o registro sindical.

Por outro lado, a maioria dos professores presentes ao Congresso entendeu que abrir mão da representatividade das particulares seria destruir a proposta histórica de universidade do ANDES-SN, que também é extensiva para o ensino privado, além de que não havia garantias de que ao abrir mão da representatividade das particulares estaria assegurado o registro sindical. É sabido que a suspensão do registro sindical por parte do Ministério do Trabalho se deve muito mais devido ao ANDES-SN ter uma postura de independência frente ao governo Lula do que devido à quebra da unicidade sindical. Assim, além do componente jurídico, tem um componente político, especialmente depois da desfiliação do ANDES-SN da CUT.

Os desafios estão colocados, uma jornada de lutas em defesa do ANDES-SN está sendo executada para esclarecer e mobilizar a categoria docente, com ações locais e nacionais já programadas. A SEDUFSM, no momento em que completa 19 anos no dia 7 de novembro, reafirma o seu compromisso histórico com a defesa da universidade brasileira e de fortalecimento de nossa entidade máxima, que é o ANDES, nosso único e legítimo e representante.

(Artigo publicado no Diário de Santa Maria no dia 28.10.2008)

* UFSM



Compartilhe com sua rede social!

© 2017 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041
Website por BM2 Tecnologia em Internet