Artigos

Partidos Políticos

Por:  Nilton Bertoldo*

Porque são os partidos políticos que competem nas eleições , entender a regra de governo é entender o comportamento dos partidos políticos. Estes, por sua vez, são constituídos de políticos, que não buscam mandato com vistas a implementar políticas de proteção, mas, sim, agem somente para obter a renda, o prestígio e o poder que advém da ocupação do cargo, finalidade para a qual eles se unem com outros em um partido político para competir pelos espólios do governo. Downs, assim descreve sua tese principal, de que os partidos na política democrática são análogos a empreendedores em uma economia que busca lucro na formulação de qualquer política. Eles acreditam que irão ganhar a maioria dos votos, exatamente como empresários produzem qualquer produto que acreditam que irá obter os maiores lucros.

Governos têm de desempenhar certas funções sociais (coletar taxas, manter serviços públicos, ter em vista a segurança nacional e assim por diante), e um partido no governo deve manter um número adequado de votantes suficientemente satisfeitos para ser reeleito, de tal forma que na troca os cidadãos ganham alguma coisa em compensação por seus votos. Contudo, esses são subprodutos do objetivo motivador de conseguir se eleger e permanecer no poder.

Ao passo que alguns votantes analisam as políticas específicas de um partido que compete pelos seus votos e avalia seus candidatos, muitos, senão a maioria, não tira o tempo ou se esforça para fazer isso. Ao contrário, eles seguem a prática que consome menos tempo para votar contra ou a favor de um partido, na base de sua ideologia declarada, isto é, da sua imagem de uma boa sociedade e da forma de obtê-la como é projetada em sua plataforma e em seus slogans de campanha. Conhecendo isso, os partidos publicizam ideologias como propaganda. Visto que o objetivo de um partido é justamente se eleger, seus líderes não se preocupam com o valor intrínseco das ideologias, mas publicizam somente o que eles pensam que irá atrair o maior número de votantes.

Em contraste, se uma sociedade é ideologicamente polarizada, dois partidos serão de novo a norma, mas eles serão tão distantes um do outro, na ideologia que, uma vez eleito um partido, não poderá manter satisfeitos os que votaram nele e a minoria que votou contra; o governo será instável ao ponto de convidar a uma revolução. Ou, novamente, em um país na qual as pessoas são atraídas por várias ideologias, em número maior ou menos igual, um sistema multipartidário irá resultar, com cada partido apelando para diferentes segmentos da população. As ideologias em um tal sistema serão finalmente definidas, mas em parte por essa razão, as coalizões necessárias para governar encontrarão dificuldade para realizar políticas aceitáveis a seus votantes, e o governo será ineficaz.

(Publicado em A Razão de 25.05.2011)

* UFSM



Compartilhe com sua rede social!

© 2017 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041
Website por BM2 Tecnologia em Internet