Artigos

É preciso “Repensar a Universidade”

Por:  Carlos Alberto da Fonseca Pires*

O encontro desta segunda-feira, no Anfiteatro C, no campus, é a primeira ação de uma série de atividades que serão desenvolvidas pelo projeto “Repensar a Universidade”. Ele é fruto de uma construção coletiva que reúne esforços de uma gama de entidades e grupos de trabalho que se deparam com problemáticas, questionamentos e debates semelhantes em torno da inserção da universidade na sociedade, do seu papel e comprometimento político, em uma época em que ampliam-se a desagregação e a desigualdade social.

O projeto “Repensar a Universidade” tem como suporte fundamental a certeza de que os efeitos das relações sociais fragmentadas que, sobretudo nas últimas décadas nos são impostas também se fazem presentes entre a comunidade universitária (sindicatos, estudantes, movimentos) que não vem conseguindo construir diálogos e pontos de convergência entre si. Assim, sua razão de ser, aponta para a compreensão de que enfrentar esta “ideologia da obstrução” é prioritário para todos aqueles que ousam pensar e instrumentalizar uma universidade. Compreendemos que este desafio envolve a permanente reflexão e (re)construção de nossas identidades sociais, de forma que possamos construir as bases para uma etapa de ampla discussão pública, e que certamente não envolve apenas a comunidade acadêmica acerca da função social da universidade.

Para isso, iniciamos hoje em nossa universidade uma série de discussões enfocando o resgate dos diversos projetos, instituídos ou não, que constituíram e constituem a UFSM ao longo de sua história, buscando identificar os seus pontos de continuidade e ruptura, de forma que possamos compreender as especificidades deste espaço de construção do conhecimento historicamente. Compreendemos que, a reflexão dialética é um ponto crucial para o repensar e resignificar as nossas próprias práticas enquanto agentes sociais.

Este espaço não representa um fim em si mesmo, é a necessidade da reflexão e aprendizagem que nos faz construí-lo e formulá-lo de forma a construir uma alternativa de transformação em que a superação ultrapasse os muros da universidade e atinja a todos que interagem e tem suas trajetórias orientadas por ela.

Portanto, neste primeiro momento, discutiremos, através da exposição de diversos gestores que ao longo da história propuseram implementar projetos de universidade a relação dos projetos historicamente instituídos na UFSM com a sociedade, procurando identificar suas especificidades em contextos históricos determinados.

Assina junto o artigo, Cícero Santiago)

* SEDUFSM



Compartilhe com sua rede social!

© 2017 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041
Website por BM2 Tecnologia em Internet