Artigos

A importante escolha de cada um de nós

Por:  Carlos Alberto da Fonseca Pires*

No dia 23 de junho, quinta-feira, a comunidade universitária da UFSM tem um importante compromisso: manifestar sua preferência na escolha dos dirigentes da sua instituição. Esta opção se dará num processo coordenado pelas entidades representativas dos três segmentos da universidade: SEDUFSM, ASSUFSM e DCE. A novidade da consulta é o voto paritário. Três articulações disputam os quase 23 mil votos de estudantes docentes e técnico- administrativos da UFSM. Essas articulações são coordenadas pelo professor Clóvis Lima (chapa 1), professor Paulo Burmann (chapa 2) e Elaine Ressener (chapa 3).

O processo de escolha dos dirigentes da UFSM se dá num clima de “Reforma Universitária” que, segundo o governo, é necessária para que se tenha melhores condições de cumprir o papel estratégico que cabe à universidade na vida brasileira, como o de prover “uma profunda relação com a sociedade para minimizar as desigualdades sociais, levar em conta no fazer acadêmico as diferenças regionais, mitigando também as desigualdades sociais entre diferentes regiões; ser capaz de prover igualdade de oportunidade entre os mais e os menos favorecidos economicamente, bem como criar oportunidades para aqueles que são vítimas do preconceito, cooperar para o desenvolvimento tecnológico e, portanto, econômico para o país.” Enfim, um receituário que embora não muito novo e nem muito original é, em tese, aceitável.

É importante destacar a disponibilidade das três entidades em chamar à comunidade a Repensar a Universidade. Contudo, SEDUFSM, ASSUFSM e DCE não querem ser protagonistas sozinhas. A UFSM tem uma história de construção coletiva ao longo de décadas. E é essa história que se quer resgatar e, para ,além disso, continuar construindo de forma coletiva o destino da Instituição. No dia 13 de junho, manhã e tarde, foram realizados os seminários com os ex-reitores e, provavelmente em agosto, serão realizados novos encontros, após a confirmação da escolha do novo reitor, e com outros representantes e entidades da comunidade universitária e de Santa Maria para dar forma a esta idéia de "novos rumos" à Instituição.

A escolha do reitor e do vice da faz parte do processo de construção da universidade que queremos: pública, gratuita e de qualidade, comprometida com a melhoria da qualidade de vida das pessoas, comprometida com o desenvolvimento regional, com um projeto de Nação. É indispensável a participação de todos, como dizia Geraldo Vandré: “quem sabe faz a hora, não espera acontecer”.

* SEDUFSM



Compartilhe com sua rede social!

© 2017 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041
Website por BM2 Tecnologia em Internet