Artigos

A consulta na UFSM e o avanço democrático

Por:  Carlos Alberto da Fonseca Pires*

No dia 23 de junho, a Comunidade Universitária da UFSM cumpriu um importante compromisso: manifestou sua preferência na escolha dos dirigentes de sua instituição. Esta opção se deu num processo coordenado pelas entidades representativas dos três segmentos: SEDUFSM, ASSUFSM e DCE. A novidade da consulta foi o voto paritário.

O processo de escolha dos dirigentes da UFSM se deu num clima de “Reforma Universitária”. Caberá aos professores Clóvis Lima e Felipe Müller coordenar as ações necessárias para que se tenha melhores condições de cumprir o papel estratégico que cabe à universidade na vida brasileira, como o de prover “uma profunda relação com a sociedade para minimizar as desigualdades sociais, levar em conta no fazer acadêmico as diferenças regionais, mitigando também as desigualdades sociais entre diferentes regiões; ser capaz de prover igualdade de oportunidade entre os mais e os menos favorecidos economicamente, bem como criar oportunidades para aqueles que são vítimas do preconceito, cooperar para o desenvolvimento tecnológico e, portanto, econômico para o país.”

Avalia-se de forma positiva o processo eleitoral ocorrido em nossa instituição, considerando este um fundamental avanço democrático. Notou-se o aumento significativo de votantes em comparação a processos anteriores, o que pode se considerar um passo importante para a consolidação deste processo, a partir da retomada do voto paritário. Partindo desta experiência, sugere-se que os demais pleitos continuem sendo organizados pelas entidades que representam os segmentos de nossa instituição. Acredita-se que o processo da forma que foi conduzido poderia ser incluído nas normas de eleição de dirigentes de Instituições Federais de Ensino Superior na nova lei da Reforma Universitária.

Ainda, enfatiza-se que essa forma de construção da democracia deve ser ampliada para os demais fóruns de decisão de nossa universidade, avaliando suas individualidades e desta forma realizando as adaptações necessárias. A escolha do reitor e do vice da fez parte do processo de construção da universidade que queremos: pública, gratuita e de qualidade, comprometida com a melhoria da qualidade de vida das pessoas, comprometida com o desenvolvimento regional, com um projeto de Nação.

* SEDUFSM



Compartilhe com sua rede social!

© 2017 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041
Website por BM2 Tecnologia em Internet