Artigos

Controle Social em Saúde: para saber... (III)

Por:  Maria Celeste Landerdahl*

Vimos abordando neste espaço a importância da participação do Cidadão na fiscalização dos serviços públicos de saúde, por meio de encaminhamentos às instâncias competentes, no caso, o Conselho Municipal de Saúde (CMS). Temos tentado também, na medida do possível, partilhar conhecimentos que contribuam para melhor compreensão sobre a política pública de saúde materializada no SUS, com intuito de qualificar o controle social. Nesse sentido é importante lembrar que o novo enfoque assistencial em saúde no país surgiu como alternativa para superação de um modelo que entende saúde como simples ausência de doença; com práticas de cunho curativo; centrado na figura de um único profissional e no hospital. É importante saber que o modelo que vem sendo sustentado pelo SUS há pouco mais de 15 anos, entende saúde como resultante das condições de vida dos indivíduos, independente da existência de doença, portanto; com enfoque na promoção da saúde e prevenção de doenças, sem desconsiderar a importância do tratamento curativo; centrado nas necessidades da população e realizado, preferentemente, por uma equipe interdisciplinar; tendo como cenário, além do hospital, a unidade básica de saúde, o domicílio e recursos da comunidade.

Tal transformação requer, no entanto, práticas sintonizadas com posturas mais humanizadas. Isso implica, dentre outros requisitos, na reorientação do processo de trabalho dos profissionais, bem como em infra-estrutura adequada que permita a resolução da maioria dos problemas de saúde da população; exigindo de gestores, trabalhadores de saúde, usuários e instituições formadoras, o compromisso com a mudança.

Nesse contexto, o Programa Saúde da Família (PSF) é considerado uma estratégia que visa contribuir para um novo pensar e fazer saúde. Em Santa Maria, as primeiras equipes foram implantadas em 2003 e atualmente o município dispõe de 16 equipes atuando em 14 unidades.

Importante saber, ainda, que o CMS de Santa Maria, no exercício do controle social, realizou a 1ª avaliação do PSF no município, cujo relatório (disponível no www.ufsm.br/saudesm) será apresentado em 09/03/06, às 8h30min, no 2º andar do prédio da antiga Reitoria/UFSM, na rua Floriano Peixoto. A comunidade está convidada a participar.

(Assina esse artigo também a professora Beatriz Unfer)

(Publicado em A Razão no dia 06.03.2006)

* UFSM



Compartilhe com sua rede social!

© 2017 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041
Website por BM2 Tecnologia em Internet