Notícias

28/02/2015   28/02/2015 16h18 | A+ A- | 968 visualizações

Setor das Federais do ANDES-SN delibera pauta específica

Eixos centrais para 2015 foram aprovados no 34º Congresso, na tarde de sábado, 28


Debate intenso tratando da campanha salarial dos SPFs e também sobre pauta específica do setor das federais

A plenária do Tema 3- Plano de Lutas dos setores- no 34º Congresso do ANDES-SN, aprovou na tarde deste sábado, 28, o plano de lutas específico do setor das Instituições Federais de Ensino (IFE). Os eixos centrais de lutas para 2015 ficaram estabelecidos da seguinte forma:

- Defesa do caráter publico da educação e garantia da função social das IFE em favor da classe trabalhadora;

- Projeto de carreira única do ANDES-SN para o magistério federal, condições de trabalho e salário;

- Luta contra a reforma da previdência, revogando as Medidas Provisórias (MPs) 664 e 665.

Em relação à campanha salarial 2015, em conjunto com os servidores públicos federais, foi referendada pela plenária, uma pauta unitária:

- Política salarial permanente com correção das distorções e reposição das perdas inflacionárias;

- Índice linear de 27,3%;

- Data-base em 1º de maio;

- Direito de negociação coletiva (Convenção 151 da OIT);

- Paridade salarial entre ativos e aposentados;

- Retirada dos projetos do Congresso Nacional que atacam os direitos dos servidores;

- Aprovação imediata dos projetos de interesse dos servidores;

- Isonomia salarial e de todos os benefícios entre os poderes;

- Anulação da reforma da previdência realizada através da compra de votos dos parlamentares;

- Extinção do fator previdenciário;

- Incorporação de todas as gratificações produtivistas;

- Fim da terceirização que retira direitos dos trabalhadores;

- Concurso público pelo RJU;

- Combate a toda a forma de privatização;

- Pela aprovação da PC 555/06 que extingue a cobrança previdenciária dos aposentados;

- Pela aprovação do PL 4434, que recompõe perdas salariais;

- Regulamentação da jornada de trabalho para o máximo de 30 horas para o serviço público, sem redução salarial;

- PEC 170/12- aprovação de aposentadoria integral por invalidez;

- Liberação de dirigentes sindicais com ônus para o Estado, SM prejuízos às promoções e progressões na carreira;

- Pela revogação do Funpresp (Fundo de Previdência Complementar) e da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh).

Ao longo da tarde de sábado foram debatidos ainda o plano de lutas do setor das instituições estaduais e das municipais.

 Texto: Fritz R. Nunes com fotos e colaboração de Bruna Homrich

Assessoria de imprensa da Sedufsm



Fotos



* Clique na foto para Ampliar!


Compartilhe com sua rede social!














© 2018 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041
Website por BM2 Tecnologia em Internet