Notícias

30/01/2017   30/01/2017 17h20 | A+ A- | 1306 visualizações

Salvador será sede do 37º Congresso do ANDES-SN

Deliberação foi tomada no evento de Cuiabá, encerrado na madrugada de domingo


Delegação da Aduneb fez a defesa de Salvador como sede do 36º Congresso do ANDES-SN

A Associação dos Docentes da Universidade do Estado da Bahia (Aduneb – Seção Sindical do ANDES-SN) sediará, em Salvador, o 37º Congresso do ANDES-SN, que será realizado em 2018. A Aduneb-SSind apresentou candidatura única na plenária do 36º Congresso, no último sábado, 28. Os delegados aprovaram por aclamação a realização do congresso na capital baiana.

Os representantes da Aduneb-SSind apresentaram um vídeo, com imagens da cidade, e alguns fatos históricos de Salvador e da luta dos docentes das universidades estaduais baianas. “Queremos sediar o 37º Congresso por considerar a importância desse evento para fortalecer a relação com as universidades estaduais baianas, e também por Salvador ser a capital da resistência. Queremos recepcioná-los tão bem quanto a Adufmat-SSind nos recebeu em Cuiabá”, afirmou Zózina Almeida, da delegação da Aduneb-SSind.

Essa será a terceira vez que Salvador receberá a instância máxima do Sindicato Nacional. Antes, a capital baiana recebeu, em 1986, o 5º Congresso e, em 2004, o 23º. Ambos foram organizados pela Associação dos Professores Universitários da Bahia (Apub). A Bahia é um dos estados com o maior número de seções sindicais do ANDES-SN: nove, sendo quatro de universidades estaduais.

Os delegados presentes no 36º Congresso do ANDES-SN, em Cuiabá (MT), definiram, no sábado (28), as resoluções sobre o Tema IV: Questões Organizativas e Financeiras. Foram aprovadas mudanças estatutárias, renovados apoios financeiros a entidades parceiras, homologada uma nova seção sindical, entre outras deliberações.

Imposto sindical

Antes do início dos trabalhos, a diretoria do ANDES-SN fez a entrega de bandeiras do Sindicato Nacional para as Seções Sindicais. Delegados da Sesunila e da Adopead - Seções Sindicais homologadas no 35º Congresso, receberam as bandeiras, de forma simbólica, representando as demais seções que compõem o ANDES-SN. Também foi feita a devolução do valor do imposto sindical que foi recolhido, à revelia do sindicato, dos professores da Unemat. Por princípio, o ANDES-SN é contrário ao Imposto Sindical.

Alterações estatutárias

O 36º Congresso aprovou que os diretores do Sindicato Nacional podem, em razão de interesse particular, pedir afastamento por 90 dias, renováveis por igual período. Caso não haja retorno ao fim do período, o diretor perderá o cargo. Reforçando o princípio de autonomia do sindicato em relação a governos, partidos e reitorias, foi deliberado, também, que os diretores que forem concorrer a cargos de direção nas instituições de ensino – como reitor, vice-reitor, diretores de unidade e congêneres – e a cargos eletivos nas esferas legislativas ou executivas, deverão pedir afastamento temporário do cargo, respectivamente a partir da homologação da candidatura ou a partir do prazo previsto na legislação.

Caso os diretores forem ocupar funções administrativas gratificadas nas instituições de ensino, excetuando chefes de departamento e coordenadores de curso, ou cargos eletivos, também devem pedir afastamento temporário de seus cargos no ANDES-SN. Os delegados também deliberaram que os sindicalizados que estejam ocupando os cargos acima citados não poderão se candidatar à diretoria do Sindicato Nacional, sendo assegurado o direito a voto.

Finanças

Foi aprovado também no Congresso que a diretoria do ANDES-SN ordene despesas para garantir o custeio de atividades de mobilização e de eventos. Autorizou o 62º Conad a deliberar sobre os custeios de mobilização do segundo semestre de 2017, e as seções sindicais do Setor das Instituições Estaduais e Municipais de Ensino (Setor das Iees/Imes) em dificuldades financeiras a suspender a contribuição para o Fundo Único caso entrem em greve, entre outras providências.

A prestação de contas do 61º Conad foi aprovada. Também se mantiveram as contribuições a entidades parceiras. São elas a Escola Nacional Florestan Fernandes (Enff) do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST), o Casarão da Luta do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) e a Auditoria Cidadã da Dívida.

Nova seção sindical

Foi homologada uma nova seção sindical do ANDES-SN: a Seção Sindical dos Docentes da Universidade Federal do Sul da Bahia (Sindiufsb-SSind).

Fonte: ANDES-SN

Foto: Bruna Homrich

Edição: Fritz R. Nunes (Sedufsm)



Fotos



* Clique na foto para Ampliar!


Compartilhe com sua rede social!














© 2018 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041
Website por BM2 Tecnologia em Internet