Notícias

02/03/2017   02/03/2017 17h01 | A+ A- | 601 visualizações

Fórum de Mulheres de SM organiza mobilização em 8 de março

São previstos debates e manifestações na UFSM e no centro da cidade


Fórum de Mulheres de Santa Maria reunido em 1º de março, na Sedufsm

No Dia Internacional de Luta da Mulher Trabalhadora, 8 de março, Santa Maria será movimentada por uma agenda de atividades que têm por objetivo denunciar a realidade de violência e desigualdade vivenciada pelas mulheres, além de marcar a continuidade da mobilização pelo fim da opressão de gênero, manifestada desde no âmbito doméstico até no mundo do trabalho. A organização da data é centralizada pelo Fórum de Mulheres de Santa Maria, grupo originado há três anos que congrega meninas e mulheres identificadas com a luta feminista na cidade.

Junto ao Fórum, diversos outros coletivos de mulheres estão também na organização das ações, que serão realizadas, no dia 8, tanto na UFSM quanto no centro. Às 9h30, uma marcha deve sair da frente do Colégio Técnico Industrial (Ctism) e percorrer as ruas centrais do campus, seguida, às 12h, de uma roda de conversa em frente ao Restaurante Universitário.

Já a partir das 16h, o movimento concentra-se na Praça Saldanha Marinho para posteriormente sair em marcha pelo centro da cidade. Na sexta-feira, 10, a agenda tem continuidade com uma roda de conversa, às 8h30, na sala 218 do prédio da Reitoria, cuja temática é “Igualdade de Gênero da Universidade: implicações para o ensino, pesquisa, extensão e gestão”. Esse evento é realizado em parceria com a Pró-Reitoria de Extensão.

Confirme presença no evento de Facebook clicando aqui

AGENDA

07/03: Mesa redonda sobre os impactos da contrarreforma da Previdência para as mulheres. Na Sedufsm, às 19h.

08/03:

- 9h30: Marcha no campus da UFSM. Concentração em frente ao Ctism;

- 12h: Roda de conversa em frente ao Restaurante Universitário;

- 16h: Concentração na Praça Saldanha Marinho e posterior marcha pela cidade.

10/03: Roda de Conversa “Igualdade de Gênero da Universidade: implicações para o ensino, pesquisa, extensão e gestão”. Às 8h30, na sala 218 do prédio da Reitoria – UFSM.

Greve Internacional

Em todo o mundo, as mulheres devem protagonizar mobilizações no 8 de março, que esse ano ousa um pouquinho mais: uma greve internacional de mulheres, já convocada por trabalhadoras de, pelo menos, 30 países.

A convocação foi catalisada pela publicação, originalmente na Viewpoint Magazine, de um manifesto assinado por Angela Davis e Nancy Fraser, ambas filósofas, professoras e feministas. No texto, elas defendem uma greve internacional com “marchas e bloqueios de estradas, pontes e praças; abstenção do trabalho doméstico, de cuidados e sexual; boicote e denúncia de políticos e empresas misóginas; greves em instituições educacionais”.

Elas também criticam as correntes que enfatizam o empreendedorismo feminino e se esquecem da esmagadora maioria das mulheres, para quem as “condições de vida só podem ser melhoradas através de políticas que defendam a reprodução social, a justiça reprodutiva segura e garanta direitos trabalhistas”. Por isso, defendem um feminismo para 99% das pessoas, “um feminismo de base, anticapitalista; um feminismo solidário com as trabalhadoras, suas famílias e aliados em todo o mundo”. Para ler a íntegra do manifesto, clique aqui.

 

Texto: Bruna Homrich

Imagens: Fórum de Mulheres de Santa Maria

Assessoria de Imprensa da Sedufsm



Fotos



* Clique na foto para Ampliar!


Compartilhe com sua rede social!














© 2017 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041
Website por BM2 Tecnologia em Internet