Notícias

21/03/2017   21/03/2017 16h49 | A+ A- | 527 visualizações

ANDES-SN define agenda de mobilização contra Reforma da Previdência

Novo Dia Nacional de Luta previsto para 28 de março


Ato em Santa Maria, no último 15 de março, contra a Reforma da Previdência

Entre 27 e 31 de março (da próxima segunda à sexta-feira), o ANDES-SN realizará uma semana nacional de mobilização contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287/16, que institui a contrarreforma da Previdência. No calendário está incluída a realização do Dia Nacional de Luta contra a Reforma da Previdência e Trabalhista e em Defesa dos Serviços Públicos, em 28 de março, para o qual estão previstos atos públicos em frente às superintendências do INSS nos estados e Distrito Federal, e protestos na porta de postos de serviço do INSS nos municípios.

Outra indicação aponta que as seções sindicais convoquem rodadas de assembleias até o dia 7 de abril, trazendo, nas pautas, a paralisação no período de votação em primeiro turno da PEC 287 na Câmara dos Deputados. Para a ocasião, também está sendo planejada uma caravana nacional a Brasília.

Tais indicações de mobilização foram elaboradas durante reunião do Setor das Instituições Federais de Ensino (Setor das Ifes) e do Setor das Instituições Estaduais e Municipais de Ensino (Setor das Iees/Imes) do ANDES-SN. Durante o dia 18 de março, os setores tiveram reuniões próprias e, no dia 19, foi realizada uma reunião conjunta para discutir ações de mobilização contra a retirada de direitos.

Materiais explicativos

O relatório da reunião conjunta traz encaminhamentos como a produção de um InformANDES Especial sobre a contrarreforma da Previdência; a divulgação da Consulta Nacional sobre as reformas, a privatização e a dívida pública; e a participação, como Amicus Curiae, na Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) contra a Emenda Constitucional (EC) 95/16.

Ainda foram deliberados: a realização de ato público em São Paulo (SP) durante a próxima reunião da Coordenação Nacional da CSP-Conlutas, em 8 de abril, em articulação com outras entidades sindicais e movimentos sociais, com o tema “Contra as Reformas da Previdência e Trabalhista! Não às emendas! Nenhum direito a menos!”; a proposição às Centrais sindicais, por meio da CSP-Conlutas, de um calendário de lutas e mobilizações que inclua o dia 28 de março nos estados, o dia 8 de abril em São Paulo e um dia de Greve Geral na votação em primeiro turno da PEC 287/16; por fim, o apoio à greve dos professores da rede básica de ensino.

Alexandre Galvão, secretário-geral do ANDES-SN, ressalta que a reunião conjunta deliberou um importante calendário de luta contra as medidas que retiram direitos. “Nós estamos envolvendo o ANDES-SN em uma articulação unitária com sindicatos, centrais, movimentos sociais, na perspectiva de aumentar a mobilização, em especial no momento de votação da PEC 287 em primeiro turno, para barrarmos esse ataque”, afirma o docente.

“O governo federal demonstra que sentiu o impacto da mobilização de 15 de março, e os deputados estão pressionados, pensando em adiar a votação da PEC 287. Aumentando a mobilização, vamos barrar a contrarreforma da Previdência e, também, a Trabalhista”, completa Alexandre Galvão.

A próxima reunião conjunta dos setores das Ifes e das Iees/Imes está marcada para 19 de abril, na capital federal.

 

Fonte: ANDES-SN

Edição e foto: Bruna Homrich

Assessoria de Imprensa da Sedufsm



Fotos



* Clique na foto para Ampliar!


Compartilhe com sua rede social!














© 2017 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041
Website por BM2 Tecnologia em Internet