Notícias

05/04/2017   05/04/2017 16h20 | A+ A- | 433 visualizações

Seções sindicais aprovam nota de repúdio à violência em Cachoeirinha

Manifestação ocorreu no sábado, 1º de abril, durante o XVI Encontro da Regional RS do ANDES-SN


Mesa que encerrou o fórum com a participação de representantes das seções sindicais

As seções sindicais que participavam do XVI Encontro da Regional RS do ANDES-SN, dia 1º de abril, em Pelotas (RS), aprovaram uma nota de repúdio contra a violência praticada pela Brigada Militar, no dia 30 de março, em Cachoeirinha. A sugestão de elaborar a nota foi feita pela diretoria da Sedufsm. No episódio em Cachoeirinha, os policiais militares usaram de forte repressão, deixando feridos vários servidores municipais que estavam em greve contra medidas de precarização implementadas pelo governo do prefeito Miki Breier (PSB).

Na conclusão da nota, que deverá ser encaminhada pela Regional RS do ANDES-SN à prefeitura de Cachoeirinha, Câmara de Vereadores, Comando da Brigada Militar, Sindicato dos Municipários, e Governo do Estado, foi colocado que “o prefeito de Cachoeirinha volte atrás e retire essas medidas que rebaixam as condições de vida dos servidores do município; os responsáveis, no comando da Brigada Militar, pela ordem de agressão contra os servidores públicos de Cachoeirinha, em greve na defesa de seus direitos, sejam responsabilizados e punidos judicialmente.” A nota de repúdio foi assinada pela Sedufsm, Adufpel, Aprofurg, Sesunipampa e Seção Sindical do ANDES-SN na UFRGS. (Leia abaixo, após o texto da reportagem, a íntegra da nota de repúdio)

A decisão de elaborar a nota foi tomada durante a reunião do fórum das seções sindicais, na tarde de sábado, 1º de abril, que encerrou o evento de Pelotas. Contudo, outros assuntos sobre a pauta de trabalho dos sindicatos foram discutidos e encaminhados. Dentre os pontos encaminhados, o de realizar uma reunião do Grupo de Trabalho de Política Agrária, Urbana e Ambiental (GTPAUA) no sábado, dia 8, às 14h, em Pelotas, na sede da Adufpel; recomendar às seções sindicais que participem das reuniões organizativas do Encontro Nacional de Educação (ENE); discutir a possibilidade de replicar cursos nacionais de formação sindical também em âmbito regional; promover o lançamento da cartilha das opressões também na Sedufsm.

Compuseram a mesa de encerramento do fórum das seções sindicais, a professora Daniela Hoffman (Adufpel), Mailiz Garibotti Lusa (Seção Sindical na UFRGS), Rodnei Valentim Pereira (Aprofurg), Carlos Pires (Sedufsm) e Guinter Leipnitz (Sesunipampa). A coordenação da mesa ficou a cargo do 1º secretário da Regional RS do ANDES-SN, Caiuá Al-Alam. A diretoria da Adufpel, entidade que sediou o evento, e representada pelas professoras Celeste Pereira e Daniela Hoffmann, foi homenageada pela Regional do ANDES-SN. As duas professoras receberam um vaso com flores.

A Sedufsm esteve representada no XVI Encontro da Regional RS do ANDES-SN pelos professores João Carlos Gilli Martins, Hugo Blois Filho, Carlos Pires e Maristela Souza. Mesmo sendo membro da Regional RS, o professor Getúlio Lemos, também presente, é atual conselheiro da Sedufsm e ex-diretor da entidade.

Leia a íntegra da nota de repúdio aprovada em Pelotas.

NOTA DE REPÚDIO À AGRESSÃO DA BRIGADA MILITAR AOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE CACHOEIRINHA (RS)

As Seções Sindicais do ANDES-SN, reunidas no XVI Encontro da Regional RS do ANDES-SN realizado nos dias 31 de março e 1 de abril em Pelotas, vêm à público externar o seu mais veemente repúdio à violenta repressão da Brigada Militar contra os servidores municipais de Cachoeirinha, no dia 30 de março de 2017, em greve há mais de vinte dias, contra medidas do prefeito dessa cidade que reduzem as bonificações que os servidores recebem a cada três anos de 15% para 9%, do adicional de risco de vida de motoristas de 80% para 30%, que muda a concessão do vale de alimentação e outros ataques que rebaixam drasticamente o seus salários.

Importante ressaltar que essas decisões do prefeito Mike Breier (PSB) e da Câmara de Vereadores, que as aprovou, se dão no momento em que o governo Temer e o Congresso Nacional atacam brutalmente a classe trabalhadora brasileira através de medidas como a EC-95 que estabelece o congelamento de investimentos sociais por vinte anos, a aprovação do PL 4302/98 (Lei da Terceirização), a e a Reforma do Ensino Médio e diante da ameaça do desmonte da Previdência e da Reforma Trabalhista. Nesta mesma linha de ataques tem atuado o governo Sartori quando, ao mesmo tempo em que torna mais terrível a situação dos servidores do estado com os sucessivos parcelamentos dos salários, direciona todos os seus recursos políticos e de repressão contra aqueles que lutam em defesa de seus direitos.               

Nos marcos desse quadro e diante da intransigência do prefeito em suspender essas medidas, não restou, aos servidores de Cachoeirinha outro caminho, na defesa de seus direitos, senão greve que foi reprimida pela Brigada Militar do Rio Grande do Sul com truculência e injustificável violência.

Frente a isso, mais do que o nosso repúdio, exigimos que

1.         o prefeito de Cachoeirinha volte atrás e retire essas medidas que rebaixam as condições de vida dos servidores do município;

2.         os responsáveis, no comando da Brigada Militar, pela ordem de agressão contra os servidores públicos de Cachoeirinha, em greve na defesa de seus direitos, sejam responsabilizados e punidos judicialmente.

Assinam esta nota de repúdio:

1.         Seção Sindical dos Docentes da Universidade Federal de Santa Maria (SEDUFSM);

2.         Seção Sindical do ANDES-SN na Universidade Federal do Rio Grande do Sul;

3.         Associação dos Docentes da Universidade Federal de Pelotas (ADUFPEL);

4.         Associação dos Professores da Fundação Universidade Federal de Rio Grande (APROFURG);

5.         Seção Sindical dos Docentes da UNIPAMPA (SESUNIPAMPA).

Pelotas, 1º de abril de 2017.”

 

Texto e fotos: Fritz R. Nunes

Assessoria de imprensa da Sedufsm



Fotos



* Clique na foto para Ampliar!


Compartilhe com sua rede social!














© 2017 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041
Website por BM2 Tecnologia em Internet