Notícias

20/04/2017   20/04/2017 18h27 | A+ A- | 808 visualizações

Frente Combativa leva ‘Aposentômetro’ para o centro de Santa Maria

Atividade de mobilização para a Greve Geral visa mostrar os impactos da contrarreforma na vida dos trabalhadores


Frente Combativa reuniu-se na última terça-feira, 18, na Sedufsm

Na próxima semana, a Frente Combativa em Defesa do Serviço Público vai às ruas de Santa Maria para mostrar concretamente a maldade que é a contrarreforma da Previdência aos trabalhadores. Através de um site chamado ‘Aposentômetro’, será possível calcular quanto tempo faltaria para um trabalhador se aposentar segundo as regras atuais, e quanto tempo faltará caso seja aprovada a contrarreforma.

Esta semana, na terça-feira, 18, durante panfletagem na praça Saldanha Marinho, já foi feito um teste com o ‘Aposentômetro’ e a reação das pessoas abordadas foi, no geral, de espanto com o alargamento do tempo de trabalho previsto pelas novas regras formuladas pela equipe de Michel Temer.

Sendo identificados por um banner, os integrantes da Frente estarão na próxima terça-feira (25/04), das 14h às 18h, e na quarta (26/04), das 14h às 19h, realizando o cálculo para a população. Todos que desejarem podem se aproximar, na Praça, para realizarem seu cálculo e entenderem como a contrarreforma afetará, na prática, suas vidas. A ideia é inspirada em projeto desenvolvido pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) em conjunto com a CUT, tendo já sido realizado na cidade de São Paulo.

O ‘Aposentômetro’ no centro de Santa Maria faz parte da agenda de mobilização organizada pela Frente para preparar a Greve Geral da próxima sexta-feira, 28 de abril. Na data, para além de atividades específicas a serem divulgadas no início da semana que vem, ocorre concentração a partir das 16h na Praça.

Na terça, 25, um debate na Sedufsm aborda os impactos da contrarreforma da Previdência e da Lei da Terceirização na Educação, compondo, também, a agenda da Greve. 

A Greve Geral, convocada nacionalmente pelas centrais sindicais, sustenta-se, centralmente, na contrariedade a três projetos: contrarreforma da Previdência, Trabalhista e Lei da Terceirização.

 

Texto e foto: Bruna Homrich

Assessoria de Imprensa da Sedufsm



Fotos



* Clique na foto para Ampliar!


Compartilhe com sua rede social!














© 2017 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041
Website por BM2 Tecnologia em Internet