Notícias

26/05/2017   26/05/2017 17h21 | A+ A- | 385 visualizações

Historiadora do Arquivo Nacional fala sobre documentos da ditadura na UFSM

Vídeo também traz informações sobre próximos passos da Comissão da Verdade


Vivien Ishaq, historiadora do Arquivo Nacional, em sua palestra na UFSM

Em sua passagem por Santa Maria, na quarta-feira, dia 24, a historiadora do arquivo Nacional, Vivien Ishaq, trouxe informações valiosíssimas para a Comissão Paulo Devanier Lauda de Memória e Justiça da UFSM. Vivien disse que parte importante do acervo da extinta Assessoria de Segurança e Informações (ASI) da universidade, foi localizada nos antigos arquivos do Serviço Nacional de Informações (SNI). Mas não somente. Conforme a pesquisadora, também existem registros de documentos resultantes da espionagem, especialmente a militantes do movimento estudantil, no extinto Serviço Secreto da Aeronáutica e do Conselho de Segurança Nacional.

Vivien não soube dizer com exatidão a quantidade de documentos, que ainda precisam ser estudados, mas são pelo menos mil fichas, que podem variar de mil a, quem sabe, 10 mil páginas. Esse material deverá ser repassado em breve, através de meios eletrônicos, à Comissão da Verdade da UFSM. O professor Diorge Konrad, do departamento de História, também membro da Comissão da Verdade, se mostra ansioso para acessar esses arquivos. Já pensando no trabalho minucioso que será necessário, disse que a Comissão irá requerer prorrogação dos trabalhos, que encerraria em junho, por mais um ano.

Acompanhe a seguir, em vídeo, os depoimentos da historiadora Vivien Ishaq e do professor Diorge Konrad.

Texto e foto: Fritz R. Nunes

Vídeo: Ivan Lautert

Assessoria de imprensa da Sedufsm

 



Fotos



* Clique na foto para Ampliar!


Compartilhe com sua rede social!














© 2017 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041
Website por BM2 Tecnologia em Internet