Notícias

14/06/2017   14/06/2017 15h58 | A+ A- | 452 visualizações

Frente intensifica mobilização para nova Greve Geral

Centrais sindicais da cidade voltam a se reunir para organizar protesto em 30 de junho


Frente defende unidade para derrubada das contrarreformas Previdenciária e Trabalhista

Com a proximidade da Greve Geral, que ocorre no dia 30 junho, a Frente Combativa em Defesa do Serviço Público reuniu-se na noite da última terça, 13, na Sedufsm, para planejar algumas ações de mobilização visando à data. Todas as ações aventadas estão em consonância com o calendário nacional indicado pelas centrais sindicais, que além de definirem como pautas da Greve a derrubada das contrarreformas Previdenciária e Trabalhista em curso no Congresso Nacional, a revogação da Lei das Terceirizações e a saída de Michel Temer da Presidência da República, ainda apontaram a seguinte agenda:

20 de junho (próxima terça-feira): Dia Nacional de Mobilização Rumo à Greve Geral, com atos e panfletagens nos terminais de ônibus, estações de trens e metrôs, fábricas, locais de trabalho, estudo e moradia e nos principais pontos de aglomeração das cidades e municípios. Esse dia deve ser um “esquenta” para a Greve de 24 horas no fim do mês. A Sedufsm realiza assembleia nessa data, a partir das 10h, no auditório B1 do prédio 17.

A plenária docente integra, inclusive, outra deliberação nacional: a realização de rodadas de assembleias, entre os dias 6 e 23 de junho, com o objetivo de discutir a pauta da Greve Geral.  

A exemplo da unidade nacional entre as centrais, em Santa Maria a Frente Combativa começa a reunir-se com demais entidades e movimentos sociais nesta quarta, 14, para elaborar um calendário unificado que dê conta de mobilizar a população santa-mariense em torno da Greve de 30 de junho.

Pressão

A coordenação nacional da CSP-Conlutas esteve reunida nos dias 9, 10 e 11 de junho, em São Paulo, e reafirmou a intensificação da pressão junto aos parlamentares para que esses votem contra as reformas da Previdência e Trabalhista. Outras ações consistem em reunião das centrais sindicais com os senadores que compõem as comissões de análise dos projetos em curso, e a construção e fortalecimento dos comitês.

Já no dia 30 de junho, além de parar o país, os trabalhadores participarão de manifestações e piquetes. Recomenda-se, excetuando casos de urgência, não ir a supermercado, farmácia, padaria, açougue, restaurante, shopping, lojas, bancos, lotéricas, academias, escolas, universidades, ou cursos de qualquer espécie. Também não marcar consultas para essa data, não abastecer seu veículo, não comprar nenhum móvel, eletrodoméstico, eletrônicos.

No que tange a Santa Maria, nos próximos dias divulgaremos agenda de atividades a serem realizadas nas cerca de duas semanas restantes até a data da Greve. Tais atividades devem ser definidas em plenárias unificadas que congregam sindicatos, movimentos sociais e todas as pessoas interessadas em participar do movimento.

A Frente Combativa reúne-se novamente nesta sexta-feira, 16, às 17h, no auditório Suze Scalcon da Sedufsm.

 

Texto: Bruna Homrich, com informações de ANDES-SN

Foto: Bruna Homrich

Assessoria de Imprensa da Sedufsm

 



Fotos



* Clique na foto para Ampliar!


Compartilhe com sua rede social!














© 2017 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041
Website por BM2 Tecnologia em Internet