Notícias

17/10/2017 | A+ A- | 139 visualizações

ANDES-SN participa do Dia em Defesa da Educação Pública

19 de outubro foi a data escolhida para atos públicos em todo o país


Cartaz convida às mobilizações no Rio de Janeiro.

Os cortes de recursos nos investimentos primários da União, principalmente a partir da aprovação da PEC 55/2016, atual Emenda Constitucional 95, vêm acometendo as instituições públicas de ensino superior desde os municípios até nacionalmente. Em função desse contexto político de ataques à educação, o ANDES-SN, em conjunto com outras entidades, organiza o Dia Nacional em Defesa da Educação Pública em 19 de outubro, quinta-feira.

Segundo Eblin Farage, presidente do ANDES-SN, a ideia é “criar unidade nacional na luta em defesa das instituições públicas de ensino superior porque, sejam elas federais, estaduais ou municipais, o ataque é semelhante, e faz parte de um mesmo projeto de ajuste fiscal e de destruição dos serviços públicos”. Serão realizados atos em todo o país em defesa da educação pública. No Rio de Janeiro, onde as universidades estaduais enfrentam grave crise financeira, a manifestação será realizada na UERJ.

No mesmo dia será lançada, por meio da divulgação de um manifesto, a Frente Nacional em Defesa das Instituições de Ensino Superior Públicas. A atividade acontecerá na UERJ, na concentração do ato. As entidades esperam, com a Frente, dar visibilidade nacional à luta em defesa das instituições públicas de ensino superior, que vêm enfrentando ataques e cortes de orçamento nos últimos anos.

Eblin Farage, presidente do ANDES-SN, ressalta a importância da participação da categoria nas mobilizações do dia 19. “A data foi escolhida para ser um grande dia de manifestações em todo o país. Temos nos esforçado especialmente na construção da manifestação no Rio de Janeiro, onde a situação das universidades estaduais é catastrófica”, afirma.

CSP-Conlutas também participará das manifestações

Por unanimidade, os delegados do 3° Congresso da CSP-Conlutas aprovaram, no sábado (14), em plenária deliberativa do Plano de Ação, o calendário de lutas da Central.

Na ocasião, foi reafirmado o dia 19 de outubro como o “Dia Nacional em Defesa da Educação Pública”, com atos em todo o Brasil. Outra data aprovada na plenária foi o  dia 10 de novembro, que será um Dia Nacional de Lutas, Mobilizações e Paralisações realizado na véspera da entrada em vigor da Reforma Trabalhista (Lei nº 13.467/2017), sancionada pelo presidente Michel Temer no mês de julho.

Fonte: ANDES-SN

Edição: Germano Molardi, estagiário de jornalismo.

Assessoria de Imprensa da SEDUFSM.

 



Fotos



* Clique na foto para Ampliar!


Compartilhe com sua rede social!














© 2017 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041
Website por BM2 Tecnologia em Internet