Notícias

07/11/2017   07/11/2017 18h29 | A+ A- | 262 visualizações

Sindicatos em unidade convidam para manifestação nesta sexta

Ato contra reformas de Temer concentra-se a partir das 16h30, na praça Saldanha Marinho


Reunião na noite da segunda, 6, reuniu dezenas de pessoas, dentre sindicatos e movimentos sociais

No dia 11 de novembro, entra em vigor a Lei nº 13.467/2017, que institui a Reforma Trabalhista. Na sexta-feira, um dia antes do início da vigência, os trabalhadores brasileiros, que em duas greves gerais (29 de abril e 30 de junho) buscaram resistir à aprovação da reforma, vão às ruas mais uma vez, agora exigindo a revogação da lei que altera direitos e, na visão das entidades combativas de classe, fragiliza a organização sindical dos trabalhadores, fortalecendo o poder patronal. Em Santa Maria, o dia 10 de novembro, apontado nacionalmente como data de mobilizações e paralisações, terá repercussão na forma de um ato público a ser realizado no centro da cidade, com concentração a partir das 16h30, na praça Saldanha Marinho.

Na noite da última segunda-feira, 6, diversos sindicatos, centrais sindicais e coletivos reuniram-se no auditório da Sedufsm para organizar a manifestação desta sexta. Entidades como Cpers-Sindicato (professores estaduais), Sinprosm (professores municipais), Assufsm (técnico-administrativos em educação da UFSM), Sindicaixa, CSP-Conlutas, CUT-RS, UAC (União das Associações Comunitárias) e DCE-UFSM participaram da reunião e conferiram a tônica da atividade desta sexta: unidade para barrar a Reforma da Previdência e revogar a Reforma Trabalhista e a Lei das Terceirizações. Além disso, a mobilização também abraça os gritos de ordem “Nenhum direito a menos” e “Fora Temer”.

 Ao longo desta semana, serão feitas panfletagens por Santa Maria a fim de convidar a população a participar do ato de sexta. Espaços na imprensa local também serão ocupados para publicizar os motivos que levam os trabalhadores a se mobilizarem nesta data. Algumas entrevistas já agendadas ocorrem na quinta-feira, 9: às 10h, na rádio Universidade; e às 9h40, na rádio Medianeira. Quem quiser pode sintonizar nestes horários e acompanhar as entrevistas.

Reunião nesta quarta, 8

Às 10h desta quarta-feira, 8, sindicatos e movimentos sociais voltam a se reunir para organizar últimos detalhes da mobilização de sexta-feira. A reunião ocorre no Sindicato dos Comerciários (rua Venâncio Aires, 1621) e é aberta a todos(as).

Categorias mobilizadas

Em assembleia, a categoria docente da UFSM aprovou paralisar atividades na sexta, 10. Neste mesmo dia, os técnico-administrativos em educação da universidade iniciam sua greve por tempo indeterminado.

Os professores estaduais, em greve há mais de cem dias, deliberaram pela continuidade do movimento paredista em plenária ocorrida na segunda, 6. No mesmo dia, policiais civis também deram início à greve.

 

Texto e foto: Bruna Homrich

Assessoria de Imprensa da Sedufsm



Fotos



* Clique na foto para Ampliar!


Compartilhe com sua rede social!














© 2017 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041
Website por BM2 Tecnologia em Internet