Notícias

17/11/2017   17/11/2017 15h26 | A+ A- | 148 visualizações

Sedufsm visita Palmeira das Missões e leva cartão do filiado

Atividade na quinta, 16, teve roda de conversa com assessor jurídico do sindicato


Bate-papo com Heverton Padilha, advogado, na parte da tarde

Após percorrer diversos centros de ensino da UFSM em Santa Maria, a Sedufsm tem promovido visitas aos campi descentralizados da instituição. Na última quinta-feira, 16, foi a vez de os(as) professores(as) de Palmeira das Missões receberem a presença do sindicato, retirarem seus cartões ‘Compartilhar Conquistas’ e, ainda, sanarem dúvidas sobre os efeitos da Reforma da Previdência e da Medida Provisória (MP) 805 para a categoria docente.

O sindicato permaneceu desde a manhã até às 19h30 da noite no hall de entrada do prédio principal, entregando os cartões dos(as) filiados(as) e conversando com os(as) professores(as) visando a entender quais são os temas mais importantes de serem trabalhados junto à categoria do campus de Palmeira, bem como que estratégias podem ser utilizadas para promover uma maior aproximação entre o campus de Santa Maria e os campi descentralizados.

Na parte da tarde, o assessor jurídico da Sedufsm, Heverton Padilha, conversou com professores, explicando os efeitos perversos tanto do projeto de Reforma da Previdência quanto da MP 805 para os direitos dos(as) professores(as). Quanto à alteração das leis previdenciárias, por exemplo, Padilha destacou que existem estudos sérios, como os elaborados pela Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil, que demonstram a natureza superavitária da previdência social, desmontando a propaganda de déficit promovida pelo governo federal.

Além disso, o assessor jurídico também alertou para o fato de que a fragilização do sistema da Previdência Pública intenciona a adesão dos trabalhadores a planos de previdência privados, a exemplo da Fundação de Previdência Complementar do Servidor Público Federal do Poder Executivo (Funpresp) para docentes.

Padilha explica que a MP 805 pode ser uma “segunda cartada” do governo federal, caso não consiga aprovar a Reforma da Previdência. Dentre outras questões, a MP adia para 2019 os aumentos salariais previstos para 2018 aos(às) professores(as) federais. Outra alteração promovida pela MP é o aumento da contribuição previdenciária dos atuais 11% para 14% sobre a parcela do salário que exceder R$ 5.531,31 (teto que é pago pelo Regime Geral, a cargo do INSS), alterando a Lei 10.887/04, quanto à alíquota da contribuição social do servidor público. Essa alteração terá efeito a partir de fevereiro de 2018.

Durante o bate-papo, professores(as) aproveitaram para tirar dúvidas jurídicas pessoais.

Expansão das conquistas

Durante a visita a Palmeira das Missões, a Sedufsm pediu aos(às) professores(as) do campus que indicassem estabelecimentos com os quais o sindicato poderia firmar parcerias na cidade de Palmeira. Se você é docente neste campus, escreva um email para sedufsm@terra.com.br ou ligue para 3222-1788/3222-5765 e indique locais. O cartão do(a) filiado(a) dá acesso a descontos e benefícios em dezenas de estabelecimentos.

Debate sobre assédio moral

A Sedufsm também aproveitou para convidar os(as) docentes de Palmeira das Missões a se deslocarem até o campus de Frederico Westphalen para participarem do debate “Avaliação Docente e Assédio Moral”, a ser promovido pelo sindicato na próxima terça-feira, 21 de novembro, às 9h30, na sala 13 do prédio principal. Mais informações sobre o evento aqui.

 

Texto e fotos: Bruna Homrich

Assessoria de Imprensa da Sedufsm



Fotos



* Clique na foto para Ampliar!


Compartilhe com sua rede social!














© 2018 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041
Website por BM2 Tecnologia em Internet