Notícias

17/11/2017   17/11/2017 17h42 | A+ A- | 430 visualizações

Assembleia aprova contribuição ao Memorial Kiss

Sindicato também vai estimular filiados (as) a contribuírem individualmente


Professor Hugo Blois Filho falou do papel da arquitetura desde antes até o pós-tragédia

A assembleia docente realizada no Auditório Suze Scalcon da Sedufsm, no início da tarde desta sexta, 17, aprovou a proposta da diretoria do sindicato de fazer uma doação financeira para a concretização do projeto do Memorial Kiss. Conforme a deliberação da plenária, o sindicato docente fará um aporte de cinco mil reais. Além disso, por sugestão do professor Dartanham Figueiredo, a Sedufsm também fará uma divulgação com o objetivo de estimular sindicalizadas (os) a promoveram doações individuais.

Durante a assembleia, que contou com a presença de Sérgio da Silva e Flávio Silva, da Associação de Familiares de Vítimas e de Sobreviventes (AVTSM), houve várias manifestações, a maioria delas expressando emoção pelas lembranças do que foi a tragédia, e a dificuldade, ainda hoje, de que sejam responsabilizados os causadores. O diretor da Sedufsm, professor Hugo Blois Filho, lembrou que as falhas arquitetônicas estão entre as principais causas do desastre na boate. Contudo, acrescentou, agora é a arquitetura que precisa dar uma resposta. Blois frisou que a Sedufsm sempre procurou estar ao lado dos familiares e lembrou o importante trabalho de apoio aos familiares, do então presidente da entidade, Rondon de Castro, na época em que ocorreu a tragédia.

Conduzindo a mesa, o vice-presidente do sindicato, professor João Carlos Gilli Martins, enfatizou a importância da solidariedade aos familiares. Também destacou que a Sedufsm se esforçará no sentido de fazer apelos à comunidade da UFSM, e também à de Santa Maria, sobre a relevância de a cidade apoiar a construção desse memorial. Gilli também classificou a nomeação do ex-prefeito Cezar Schirmer a um cargo no governo estadual como uma espécie de “tapa na cara” daqueles que foram atingidos pela tragédia.

Responsabilidade do Estado

Em sua fala, o diretor da Sedufsm, que também é do departamento de Engenharia Civil da UFSM, professor Gihad Mohamad ressaltou o papel do Estado. Para ele, o Memorial deveria estar sendo bancado, em termos de recursos, pelo Estado, que foi o ente que falhou e levou à tragédia de 27 de janeiro de 2013.

Presentes à assembleia, Sérgio da Silva e Flávio Silva, da AVTSM, também usaram o microfone para se manifestar. Para Sérgio, o envolvimento dos professores e da UFSM em geral, é fundamental, tendo em vista que a instituição perdeu muitos estudantes. Flávio Silva explicou que o Memorial Kiss não é uma obra que se refere apenas aos familiares. Segundo ele, deverá servir como lembrança para que fato semelhante não mais se repita.

As contribuições para o Memorial Kiss podem ser feitas através de uma conta na Caixa Econômica Federal:

Agência 0501; Operação 013; Conta Corrente: 257451-4.

Pela internet a campanha vai até o dia 25 de novembro. Basta acessar http://juntos.com.vc/pt/memorialkiss

Texto e foto: Fritz R. Nunes

Assessoria de imprensa da Sedufsm

 

 

 

 



Fotos



* Clique na foto para Ampliar!


Compartilhe com sua rede social!














© 2018 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041
Website por BM2 Tecnologia em Internet