Notícias

04/12/2017   04/12/2017 18h29 | A+ A- | 205 visualizações

Docentes paralisam nesta terça e participam de ato público

5 de dezembro foi marcado como dia de greve contra a reforma da previdência


Os docentes da UFSM fazem paralisação de 24h nesta terça, 5 de dezembro, data chamada em âmbito nacional como dia de greve contra o projeto de reforma da previdência, encaminhado pelo governo de Michel Temer, e em vias de ser apreciado pela Câmara dos Deputados. A decisão de aderir ao movimento nacional de greve foi tomada em assembleia dos professores na última quinta, dia 30, no Auditório Sérgio Pires. A programação desta terça-feira prevê, a partir das 17h, um ato público na praça Saldanha Marinho.

Mesmo depois que as maiores centrais sindicais, especialmente a CUT e Força Sindical, recuaram da greve geral na última sexta-feira (1º), o Sindicato Nacional dos Docentes (ANDES-SN) emitiu uma nota de repúdio a essa postura e também incentivando para que as bases do sindicato nas universidades mantenham as manifestações desta terça-feira.

Para o ANDES-SN, é inaceitável qualquer tipo de acordo com o atual governo federal, pois se trata de retirada de direitos. Diz um trecho da nota divulgada pelo sindicato na sexta:

“Não aceitamos os ataques contra o(a)s trabalhadore(a)s e, em particular, contra o funcionalismo público e as instituições de ensino superior públicas. Não aceitamos cortes de verbas e a imposição de mais retrocessos nos direitos sociais. Basta de desrespeito para com o(a)s trabalhadore(a)s por parte dos governos e dessas centrais sindicais.”

Texto e foto: Fritz R. Nunes

Assessoria de imprensa da Sedufsm



Fotos



* Clique na foto para Ampliar!


Compartilhe com sua rede social!














© 2017 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041
Website por BM2 Tecnologia em Internet