Notícias

11/12/2017   11/12/2017 16h37 | A+ A- | 91 visualizações

Sindicato faz reunião com professores em Cachoeira do Sul

Sedufsm discutiu carreira docente e divulgou ‘compartilhar conquistas’


Professor Gihad Mohamad falou sobre impacto de medidas do governo à carreira docente

Uma equipe de diretores e funcionários da Sedufsm esteve durante toda a tarde de quinta, 7, no campus da UFSM em Cachoeira do Sul. O Sindicato foi apresentar a campanha 'compartilhar conquistas', mas, além disso, realizou uma roda de conversa sobre o tema "impacto das medidas governamentais na carreira docente".  O debate aconteceu no Laboratório de Física e teve como expositor, o diretor da Sedufsm, professor Gihad Mohamad. Quem auxiliou na atividade foi o também diretor, professor Hugo Gomes Blois Filho. Entre 14h e 17h, a equipe da Sedufsm esteve no hall de entrada do prédio 1, da Administração, conversando com professores e professoras sobre a atuação do sindicato e divulgando o cartão do (a) filiado (a) da campanha ‘compartilhar conquistas’.

Em sua exposição, com a projeção de imagens, o professor Gihad Mohamad falou sobre os diversos projetos e emendas constitucionais que têm afetado, ao longo dos últimos anos, a carreira docente. Ele destacou que, após a greve de 2012, através de um acordo imposto pelo governo e assinado pelo Fórum de Professores (Proifes), a carreira foi extremamente desvalorizada, sendo o docente com Dedicação Exclusiva (DE) foi o que mais perdeu com essas alterações.

O diretor da Sedufsm falou também sobre o prejuízo ocasionado pelos cortes que o governo promove na educação e também na área de ciência e tecnologia. O que o governo gasta com as universidades federais, por exemplo, alcança 0,74% do Produto Interno Bruto (PIB), percentual baixíssimo se comparado ao que se gasta com o pagamento de juros e amortizações da dívida pública, que consome algo em torno de 40% do PIB.

Contraditoriamente, explicou Gihad Mohamad, enquanto contingencia os gastos com o ensino superior público, obrigando as Instituições Federais a economizar, fazer cortes, reduzir terceirizados em áreas importantes, o governo aumento o financiamento ao ensino superior privado. Entre 2003 e 2016, destacou o professor, o Executivo aumentou em 158.73% os gatos com as instituições privadas, especialmente com o Fies e o Prouni.

Para preparar a roda de conversa que ocorreu ao final da tarde de quinta, a equipe da Sedufsm percorreu salas de aula convidando para a atividade e explicando a importância da filiação ao sindicato.

CCSH

Na semana que passou, dias 4 e 6 de dezembro, a Sedufsm esteve com a campanha ‘compartilhar conquistas’ junto ao Centro de Ciências Sociais e Humanas (CCSH). Na segunda, dia 4, a atividade foi no prédio 74C (campus) e, na quarta, 6, no prédio da Antiga Reitoria (cidade), abrangendo cursos do CCSH e da Odontologia.

Texto e fotos: Fritz R. Nunes

Assessoria de imprensa da Sedufsm



Fotos



* Clique na foto para Ampliar!


Compartilhe com sua rede social!














© 2018 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041
Website por BM2 Tecnologia em Internet