Notícias

25/01/2018   25/01/2018 18h07 | A+ A- | 272 visualizações

Para AVTSM, a fiscalização das casas noturnas da cidade continua "a mesma palhaçada"

Sérgio Silva e Flávio da Silva, da AVTSM, falam sobre atual status do processo judicial e como veem a fiscalização de casas noturnas em Santa Maria


Cinco anos se passaram e pouco mudou na segurança e fiscalização das casas noturnas de Santa Maria. É o que afirma o Presidente da Associação dos Familiares de Vítimas e Sobreviventes da Tragédia de SM (AVTSM), Sérgio da Silva. Tanto o presidente da Associação, quando o vice, Flávio Silva, estiveram na sede da SEDUFSM para conceder entrevista exclusiva. Além da questão da segurança das casas noturnas de Santa Maria, eles comentaram sobre a relação da AVTSM com a Prefeitura e como veem o desenrolar do processo judicial após o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul decidir não levar a juri popular Elissandro Callegaro Spohr e Mauro Londero Hoffmann, sócios da boate, e Marcelo de Jesus dos Santos e Luciano Augusto Bonilha Leão, integrantes da banda que se apresentava na noite do incêndio. 

Confira a íntegra da entrevista abaixo:



Você pode cohecer a agenda das atividades que irão marcar os cinco anos da tragédia clicando aqui.

Imagens e edição: Ivan Lautert da Silva
Fotos: Bruna Homrich



Fotos



* Clique na foto para Ampliar!


Compartilhe com sua rede social!














© 2018 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041
Website por BM2 Tecnologia em Internet