Notícias

17/09/2018   17/09/2018 16h38 | A+ A- | 154 visualizações

Batucada, música e teatro repudiam violência contra mulheres

Atividades culturais no Brique da Vila Belga pediram ‘Justiça para Isadora’


Bloco TPM na tarde deste domingo, denunciando o feminicídio e pedindo 'Justiça para Isadora'

“Eu digo Isadora e não ao feminicídio. Eu digo Isadora e sim à justiça”. Essas foram algumas das palavras de ordem do Bloco TPM (‘Te Permite Mulher’) na apresentação da tarde de domingo, no Brique da Vila Belga. A atividade foi mais uma forma de lembrar o crime cometido contra Isadora Viana Costa, natural de Santa Maria, e que foi morta aso 22 anos, em maio deste ano, em Santa Catarina. O batuque, conforme as jovens do TPM, era também uma forma de denúncia contra o machismo e o patriarcado. Estiveram presentes no ato, além do pai de Isadora, Rogério Froner Costa e diversos familiares, a diretora da Sedufsm, professora Leila Wolff.

Outras apresentações culturais no Brique também reverenciaram a memória de Isadora, como foi o caso da cantora Mel Vieira, e do grupo teatral “Por que não?”. A encenação teatral intitulada “Amores aos montes”, além de visibilizar que toda a forma de amor vale a pena e merece ser respeitada, bateu fundo no preconceito e na estrutura da sociedade que permite que ainda exista o machismo e a violência contra mulheres. A peça caricaturizou o machismo e a violência contra as mulheres através de uma figura denominada “Trogloditus masculinu”.

Ao usar o microfone, logo após a apresentação do TPM, Rogério Froner Costa, bastante emocionado, agradeceu as homenagens à Isabela. Costa disse que, tanto ele como seus familiares, estão muito abalados com a tentativa que tem ocorrido de criminalizar a vítima (Isabela).

Texto e foto: Fritz R. Nunes

Assessoria de imprensa da Sedufsm

 



Fotos



* Clique na foto para Ampliar!


Compartilhe com sua rede social!














© 2018 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041
Website por BM2 Tecnologia em Internet