Notícias

20/12/2018 | A+ A- | 350 visualizações

CSP-Conlutas elege nova secretaria executiva no RS

Coordenação Estadual foi realizada em Porto Alegre e reuniu trabalhadores/as da cidade e do campo


Atividade reuniu 30 entidades entre sindicatos e movimentos.

Foi na iminência de um 2019 que se aproxima e deve trazer muitos desafios, que a Central Sindical e Popular Conlutas promoveu a sua Coordenação Estadual do Rio Grande do Sul. O encontro, que foi realizado no último sábado, 15, contou com a presença de mais de 120 pessoas, representando 30 entidades de todo o estado, entre sindicatos e movimentos sociais, da cidade e do campo. Além disso, a coordenação também elegeu a nova secretaria executiva da central no estado. O evento foi realizado na sede do CPERS Sindicato e contou com a presença de uma comitiva da Sedufsm.

Antes da eleição da nova secretaria executiva, a Coordenação Estadual se debruçou sobre avaliar o atual momento e a iminência do governo de Jair Bolsonaro. Para isso, abrindo o debate, o membro da secretaria executiva nacional da CSP-Conlutas, Atnágoras Lopes, apresentou algumas das avaliações da central, dando destaque para a urgência de compreendermos os motivos que levaram parte considerável da classe trabalhadora a adotar Bolsonaro como uma opção eleitoral. Após a fala de Atnágoras, outras entidades se dirigiram à mesa para apresentar as suas avaliações a respeito do momento, entre elas a oposição do CPERS Sindicato, o Sindicato dos Metroviários e o Movimento de Insurgência Camponesa (MOICA), para citar apenas alguns exemplos. Ao término das falas, o microfone foi aberto para intervenções da plenária que saudaram, em especial, a necessidade de unidade de classe e entre a cidade e o campo.

Encerrando a Coordenação Estadual, a plenária votou e aprovou algumas resoluções que apontam para as tarefas da Central no próximo período. Da mesma forma, foi votada e eleita a nova secretaria executiva, que reúne representantes de diversas entidades, como, por exemplo, o Sindicato dos Comerciários de Passo Fundo, a oposição bancária, a oposição do CEPERS, o Movimento Mulheres em Luta (MML), o assentamento Madre Terra, de São Gabriel, e a oposição do SIMPA.

Texto e fotos: Rafael Balbueno
Assessoria de imprensa da Sedufsm



Fotos



* Clique na foto para Ampliar!


Compartilhe com sua rede social!














© 2019 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041
Website por BM2 Tecnologia em Internet