Notícias

16/01/2019   16/01/2019 17h34 | A+ A- | 395 visualizações

Frente Única alerta para mobilização contra reforma da previdência

Centrais sindicais discutiram luta por aposentadoria em reunião nesta terça, em São Paulo


Estudantes indígenas foram convidados e deverão participar de reuniões da Frente

As principais centrais sindicais do país se reuniram nesta terça, 15, em São Paulo, na sede do Dieese. Representantes da CGTB, CSB, CSP-Conlutas, CTB, CUT, Força Sindical, Intersindical e Nova Central, apontaram como um dos principais focos de atuação em 2019, a luta contra a reforma da previdência, que vem sendo esboçada pelo governo de Jair Bolsonaro (PSL). Essa informação foi relatada pelo vice-presidente da Sedufsm e membro da CSP-Conlutas, professor João Carlos Gilli Martins, durante novo encontro da Frente Única de Trabalhadoras e Trabalhadores de Santa Maria, na tarde desta terça (15), no auditório Suze Scalcon, da seção sindical dos docentes.

Conforme Gilli, a Frente precisa estar atenta à construção que está começando a ser efetivada pelas centrais sindicais contra a proposta de reforma previdenciária e em defesa de uma aposentadoria digna. O vice-presidente da Sedufsm acrescentou que na reunião das centrais já foi apontado o dia 20 de fevereiro como data para a ocorrência de uma plenária unitária dessas entidades.

O tema da luta pelo respeito aos direitos dos povos originários também foi trazido na reunião desta terça. Foram feitos contatos com estudantes indígenas da UFSM, que manifestaram interesse em começar a participar dos encontros da Frente, mas ainda sem uma previsão de quando estarão presentes. Mateus Lazzaretti, estudante ligado ao DCE da UFSM, enfatizou que o tema das dificuldades orçamentárias da universidade, a partir dos cortes governamentais, também deve fazer parte do horizonte de preocupações do grupo.

Pré-conferências de Saúde

Um dos aspectos que já vinham sendo levantados nas reuniões é de se buscar estratégias de a Frente inserir-se junto à comunidade, dialogando e levando as pautas discutidas nos encontros. Uma forma de se começar a fazer isso é participando das pré-conferências municipais de saúde, que justamente preparam para a conferência municipal deste ano. Já existe uma agenda dessas reuniões preparatórias, sendo que as duas primeiras ocorrem nos próximos dias: sábado, 19 de janeiro, às 18h, na Vila Maringá; e, segunda, 21 de janeiro, às 19h, no KM3. Alguns presentes à reunião da Frente se voluntariam para ir a essas primeiras atividades.

Para a professora Maristela Souza, secretária-geral da Sedufsm, é preciso levar um dos principais eixos de ação da Frente, que é a defesa de direitos e das liberdades democráticas. Tão importante quanto isso, ressaltou a professora Marian Noal Moro, é ouvir as pessoas da comunidade, e tentar trazê-las à participação nas lutas mais amplas.

 Texto e foto: Fritz R. Nunes

Assessoria de imprensa da Sedufsm

 



Fotos



* Clique na foto para Ampliar!


Compartilhe com sua rede social!














© 2019 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041
Website por BM2 Tecnologia em Internet