Notícias

21/02/2019   21/02/2019 18h55 | A+ A- | 292 visualizações

O dia 20 de fevereiro foi marcado por protestos contra a Reforma da Previdência em todo o país

Em São Paulo, a Assembleia Geral da Classe trabalhadora reuniu 10 mil pessoas na Praça da Sé


Foto: assessoria de imprensa do ANDES-SN

Com representações de sindicatos e movimentos de várias partes do país e delegações de trabalhadores de diversas categorias, as centrais sindicais brasileiras realizaram nesta quarta-feira (20), um ato político contra a Reforma da Previdência do governo Bolsonaro. Milhares de manifestantes deram o recado: vai ter muita luta para impedir que o governo ataque a aposentadoria e a Previdência Social.

Com a presença de trabalhadoras e trabalhadores de várias partes do país, as centrais sindicais brasileiras realizaram a Assembleia da Classe Trabalhadora, que reuniu cerca de 10 mil pessoas na Praça da Sé, no centro de São Paulo. Na pauta, a organização da luta contra a Reforma da Previdência.

No dia em que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) entregou a proposta de reforma no Congresso Nacional, considerada por todos os manifestantes ainda pior que a de Temer, as centrais reafirmaram o repúdio à proposta e defenderam a unidade e a mobilização para barrar esse ataque.

O integrante da Secretaria Executiva Nacional da CSP-Conlutas, Atnágoras Lopes, falou em nome da central. O dirigente iniciou lembrando que a unidade das centrais, baseada na mobilização dos trabalhadores, construiu a Greve Geral, em abril de 2017. Segundo Lopes, essa mobilização foi fundamental para barrar a proposta de reforma da Previdência de Michel Temer. Ele ressaltou que essa unidade novamente se faz necessária.

“Hoje, estamos vendo essa unidade se repetir e, no momento em que esse governo de ultradireita quer impor um ataque ainda pior, essa assembleia nacional tem o desafio de apontar o início da construção de um dia nacional de lutas, rumo a uma nova Greve Geral no país”, afirmou.

O ANDES-SN e diversas seções sindicais estiveram presentes na atividade na capital paulistana. O presidente do Sindicato Nacional, Antonio Gonçalves, ressaltou a importância do ato, que contou com a participação de docentes de todo o país.

Atividades em todo o país

Em Santa Maria a Frente Única de Trabalhadores realizou uma aula pública com o professor Gihad Mohamad sobre os principais riscos que a reforma apresenta para a classe trabalhadora. Em Porto Alegre, os protestos foram em frente ao prédio do INSS (Instituto Nacional e Seguridade Social).

No Paraná, os metalúrgicos de montadoras como Renault, Volks/Audi e outras fábricas metalúrgicas participaram de assembleias e passeatas. Em Goiás, os metalúrgicos da Mitsubishi, em Catalão, também pararam em assembleia para ouvir sobre os ataques da Reforma da Previdência. Houve ainda assembleias e panfletagens em fábricas de São Paulo, Barueri, Osasco, Marília, entre outras.

No ABC, sob o impacto do anúncio do fechamento da fábrica da Ford de São Bernardo do Campo, houve assembleias na Scania e na Mercedez, onde os trabalhadores votaram repúdio à Reforma da Previdência e solidariedade aos companheiros da Ford.

Centrais organizarão outros dias de luta unificada

A Assembleia Nacional da Classe Trabalhadora neste dia 20 lançou o Manifesto unificado das centrais sindicais contra Reforma da Previdência que afirma o início de um processo de mobilização nacional, com atos públicos e protestos nos locais de trabalho e bairros no próximo período, além de uma ampla campanha de conscientização da população sobre a gravidade da proposta.

O documento antecipa que será definido um dia nacional de lutas e mobilizações em defesas das aposentadorias e da Previdência, e que os dias 8 de Março – Dia Internacional da Mulher e 1° de Maio – Dia Internacional do Trabalhador também serão datas de mobilizações unificadas contra a reforma.

As centrais sindicais se reúnem novamente na próxima terça-feira (26) para avançar na construção do calendário de lutas.

Assessoria de Imprensa da Sedufsm
Com informações de CSP-Conlutas, ANDES-SN e Sul 21



Fotos



* Clique na foto para Ampliar!


Compartilhe com sua rede social!














© 2019 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041
Website por BM2 Tecnologia em Internet