Notícias

12/03/2019   13/03/2019 01h17 | A+ A- | 904 visualizações

UFSM: centenas de estudantes iniciam semestre sem ter onde morar

Reitor Paulo Burmann diz que não há vagas suficientes para atender à demanda


Estudantes ocupam casas no Centro de Eventos da UFSM

Não é de hoje que a UFSM enfrenta problemas no que tange à moradia estudantil. O aperto e a superlotação têm se tornado frequentes, como noticiado em nosso jornal de junho de 2018, quando o prédio da União Universitária (em cima do Restaurante Universitário, no campus sede) não foi suficiente para abrigar todos/as os/as estudantes que chegavam à instituição. Este ano, contudo, a situação se agravou, levando o próprio reitor Paulo Burmann a afirmar que não há vagas suficientes para atender à demanda por moradia.

Em entrevista à Assessoria de Imprensa da Sedufsm, estudantes afirmaram ainda não terem sido atendidos pela Pró-Reitoria de Assistência Estudantil (PRAE). Hoje, eles ocupam casas no Centro de Eventos da instituição, porém vêm sendo pressionados pela Administração Central a sair do local.

“No dia 8 de março, fizemos uma assembleia na União para tratar o problema da moradia, já que as reuniões com a reitoria não estavam funcionando. Queriam encaminhar os/as estudantes para o Albergue municipal ou para o alojamento da Base Aérea. Diante dessa situação, ocupamos a União ainda no dia 8”, explicam.

Na última segunda, 11, pela manhã, 950 estudantes foram atendidos/as pela PRAE, porém cerca de 150 ainda permaneciam sem ter onde morar. Foi então que decidiram por ocupar algumas casas no Centro de Eventos. Mas, agora, explica Rhaianny, a reitoria vem solicitando a desocupação destas casas, sem apresentar outro local para abrigar os/as estudantes.

De sua parte, o reitor gravou um vídeo em que admite a limitação de vagas na moradia da UFSM, associando tal realidade à restrição de investimentos. “Implementamos mais de 500 vagas de moradia nestes últimos 5 anos. Chegamos num ponto em que não é mais possível ampliar. Não teremos vagas suficientes para toda a demanda existente na moradia estudantil da UFSM. Faço um apelo aos pais desses jovens que estão se dirigindo para a UFSM na expectativa de terem vaga na moradia estudantil... a  dificuldade é grande. Não teremos condições certamente de abrigar a todos, com a segurança e responsabilidade que é característica da UFSM”, disse o gestor.

No dia 23 de janeiro, contudo, ao conceder coletiva de imprensa sobre a situação orçamentária da UFSM, Burmann havia assegurado não haver risco de prejuízo na assistência estudantil e nos Restaurantes Universitários.

 

Texto: Bruna Homrich

Foto: Vilma Ochoa

Assessoria de Imprensa da Sedufsm

 



Fotos



* Clique na foto para Ampliar!


Compartilhe com sua rede social!














© 2019 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041
Website por BM2 Tecnologia em Internet