ATENDIMENTO DA SEDUFSM

A Sedufsm informa que a partir de segunda, 23 de março, a sede do sindicato estará fechada e todos os atendimentos serão realizados de forma remota (online), por tempo indeterminado. Os (as) sindicalizados (as) poderão entrar em contato com a entidade das 8h às 12h e das 14h às 18h através do e-mail sedufsm@terra.com.br ou dos telefones (55) 99614-2696 e (55) 99935-8017.

Sindicato


Espaço Cultural

Reflexões Docentes

Contatos SEDUFSM

(55) 3222 5765

Segunda à Sexta
08h às 12h e 14h às 18h

Endereço

SEDUFSM
Rua André Marques, 665
Centro, Santa Maria - RS
97010-041

Email

Fale Conosco - escreva para:
sedufsm@terra.com.br

Twitter

SEDUFSM

Facebook

SEDUFSM

Youtube

SEDUFSM

Notícias

02/04/2019   02/04/19 18h09 | A+ A- | 1118 visualizações

Empobrecimento docente é um dos efeitos da reforma previdenciária, explica professor

Sedufsm teve participação na segunda, 1º de abril, de reunião com docentes no CCNE


Diretor da Sedufsm, professor Gihad Mohamad, participou de agenda no CCNE

A Proposta de Emenda Constitucional (PEC) nº 06/2019 traz efeitos extremamente prejudiciais às aposentadorias dos trabalhadores, sejam do setor privado ou do setor público. No caso dos professores, o impacto causará “um empobrecimento”, analisa o professor Gihad Mohamad, do curso de Engenharia Civil, também diretor da Sedufsm. Ele participou, na tarde de segunda, 1º de abril, de uma reunião do Conselho do Centro de Ciências Naturais e Exatas (CCNE). A agenda faz parte da série de encontros que o sindicato tem procurado realizar com a categoria na UFSM.

O empobrecimento a que se refere o diretor da Sedufsm tem relação com um dos pontos que consta do projeto do governo Bolsonaro que está em apreciação na Câmara Federal, e que depois terá que passar também pelo Senado. Esse ponto trata da criação de uma contribuição extraordinária, cuja previsão é ser posta em prática em caso de haver déficit na previdência da União, estados, distrito federal e municípios. A partir de detectado esse déficit, esses entes da federação estariam autorizados a instituir uma contribuição extraordinária, através de alíquotas progressivas, o que ampliaria excepcionalmente a base das contribuições devidas por aposentados e pensionistas, num período que chegaria a 20 anos.

Dessa forma, conforme o professor Gihad Mohamad, o governo estaria realizando, do ponto de vista prático, um confisco salarial, que poderia ser ainda mais piorado no caso de não haver correção na tabela do Imposto de Renda. Durante a reunião com os membros do conselho do CCNE, o representante da Sedufsm colocou-se à disposição para participar de outras reuniões, com o objetivo de aprofundar a discussão sobre os diversos aspectos da reforma da previdência.

FREDERICO E PALMEIRA- Nesta quinta, 4 de abril, integrantes da Diretoria da Sedufsm, juntamente com um dos advogados da assessoria jurídica, participarão nos campi de Frederico Westphalen e Palmeira das Missões de reuniões para discutir essa temática.

Texto e foto: Fritz R. Nunes

Assessoria de imprensa da Sedufsm

 

 



Fotos



* Clique na foto para Ampliar!


Compartilhe com sua rede social!














© 2020 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041
Website por BM2 Tecnologia em Internet