Notícias

21/08/2019   21/08/2019 18h14 | A+ A- | 203 visualizações

Comunidade dos campi fala sobre cortes e ‘Future-se’ com o reitor

Paulo Burmann esteve na segunda, 19, nas unidades da UFSM de Frederico e Palmeira


Professor Gianfábio Franco, durante audiência pública na Câmara de Vereadores de Palmeira das Missões

O reitor da UFSM, Paulo Burmann, esteve na última segunda-feira, 19, nos campi da UFSM de Frederico Westphalen e de Palmeira das Missões. O dirigente da instituição compareceu a reuniões nessas unidades para dialogar sobre a crise enfrentada pela universidade, tanto no que se refere à escassez de recursos, como também sobre o programa ‘Future-se’, do governo federal. Durante assembleias realizadas pela Sedufsm, duas semanas atrás, os docentes dessas unidades já reivindicavam que era preciso um diálogo com a reitoria sobre os problemas orçamentários.

No campus de Frederico, o reitor falou no hall de entrada do prédio principal, que estava lotado de docentes, estudantes e técnicos. A reunião aconteceu a pedido do Fórum Permanente em Defesa da Universidade Pública, que desde maio deste ano, tem promovido ações em defesa da UFSM. Já em Palmeira das Missões, a atividade ocorreu à noite, na Câmara de Vereadores, e contou com a presença de aproximadamente 200 pessoas, dentre integrantes do campus da universidade, e representantes de sindicatos, movimentos sociais e pessoas da comunidade.

Na exposição realizada no campus de Frederico, o reitor destacou a importância da UFSM e do engajamento da sociedade em defesa da educação. "A Universidade responde por 26 mil estudantes, são 26 mil famílias que aguardam uma expectativa em relação à Universidade, em relação à formação de seus filhos. São seis mil trabalhadores ligados direta ou indiretamente à Universidade", afirmou Burmann.

Já a professora Janaína Gomes, representante do Fórum Permanente em Defesa da Universidade Pública, disse que "o convite feito ao Reitor foi realizado pela importância desse debate no contexto social atual e principalmente para a UFSM no campus de Frederico Westphalen, que é menor e pode sofrer maiores consequências".

Em Palmeira das Missões, além do reitor Paulo Burmann, que mais uma vez enfatizou as dificuldades enfrentadas pela UFSM, também se manifestou o professor do curso de Enfermagem, Gianfábio Pimentel Franco, ex-diretor da Sedufsm. Ele destacou em sua fala no ato da Câmara de Vereadores, o processo de mobilização que está sendo proposto pela seção sindical dos docentes, que pode culminar inclusive em um movimento de greve em função dos cortes e do programa ‘Future-se’.  No que se refere aos encaminhamentos do encontro, Gianfábio citou a elaboração de uma carta das diversas entidades que lá estavam em defesa da UFSM.

Texto: Fritz R. Nunes com informações da Agência Da Hora

Fotos: Agência Da Hora e arquivo pessoal de Gianfábio Franco

Assessoria de imprensa da Sedufsm



Fotos



* Clique na foto para Ampliar!


Compartilhe com sua rede social!














© 2019 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041
Website por BM2 Tecnologia em Internet