Notícias

19/09/2019   19/09/2019 18h29 | A+ A- | 201 visualizações

UFSM espera repasse de recursos para manter-se em outubro

Proplan calcula em mais de R$ 8 milhões o valor para que instituição não entre em colapso


13 de agosto: manifestação em Santa Maria contra os cortes orçamentários e em repúdio ao 'Future-se'

Em setembro, a UFSM teve liberação de R$ 8,5 milhões, pouco acima do que vinha sendo repassado pelo governo federal, que variava de 5 a 6 milhões de reais por mês. O valor recebido, conforme o pró-reitor de Planejamento e também economista, Frank Casado, é suficiente apenas para manter a instituição funcionando no mês de setembro. Para seguir em frente, um novo repasse precisa ocorrer entre o final de setembro e o início de outubro, explica o pró-reitor.

Questionado se há algum aceno da área econômica do governo federal, Casado responde que ‘sim’, mas que não se tem garantia de qual poderá ser esse valor. Para conseguir dar conta do que precisa ser pago, o pró-reitor comenta que o ideal seria um repasse de pelo menos R$ 8,7 milhões mensalmente. É preciso levar em conta, ainda, que há déficits de meses anteriores, que precisam ser saldados até o final do ano.

Um dos nós críticos da UFSM é o Restaurante Universitário (RU). Conforme o anunciado pela reitoria, possivelmente, sem novos recursos, a alimentação seria garantida, após a segunda quinzena de outubro, apenas para quem possui Benefício Socioeconômico (BSE). Em contato feito com a pró-reitoria de Assuntos Estudantis, a informação do professor Clayton Hillig é de que estão buscando racionalizar os recursos, com o objetivo de que todos os (as) estudantes possam ser atendidos (as) até o final do ano. A situação está sendo monitorada semana a semana, garante Hillig.

Greve

A ameaça de colapso nas contas da universidade, que já implantou uma série de medidas de economia que afetam a qualidade do trabalho, é motivo de mobilização nos vários segmentos da instituição. Afora estudantes de vários centros que têm se reunido para discutir a entrada em greve, também os docentes estabeleceram em pauta como item emergencial o desbloqueio total do orçamento das Instituições Federais de Ensino. Essa bandeira será esmiuçada em novas assembleias que ocorrem na próxima semana, dia 24 em Santa Maria, e dia 25 nos campi de Frederico Westphalen e Palmeira das Missões.

Desbloqueio

O presidente da República, Jair Bolsonaro, anunciou, na tarde desta quinta, 19, através da sua conta pessoal no twitter, que a Casa Civil divulgou um descontingenciamento de R$ 8,3 bilhões, que devem ser distribuídos à Educação e demais pastas. Na terça, 17, o secretário adjunto da Fazenda, Esteves Colnago, havia publicizado que o recurso a ser desbloqueado seria de 12 ou 13 milhões de reais. O valor anunciado nesta quinta é de pelo menos 4 bilhões de reais a menos.

 

Texto: Fritz R. Nunes com informações do UOL
Foto: Bruna Homrich
Assessoria de imprensa da Sedufsm



Fotos



* Clique na foto para Ampliar!


Compartilhe com sua rede social!














© 2019 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041
Website por BM2 Tecnologia em Internet