Notícias

04/12/2019   04/12/2019 18h28 | A+ A- | 257 visualizações

História do movimento docente foi pauta de seminário em Rio Grande

Encontro organizado pelo ANDES-SN teve a participação de diversas seções sindicais


Evento organizado pela Aprofurg ocorreu de 29 de novembro a 1º dezembro

No último final de semana, entre 29 de novembro e 1 de dezembro, o ANDES – Sindicato Nacional dos Docentes, promoveu o “Seminário História e Memória do movimento docente: lutas por autonomia e liberdade, ontem e hoje”. O evento, que aconteceu em Rio Grande, foi sediado pela Aprofurg – Seção Sindical do ANDES – SN e teve o objetivo de resgatar a trajetória de lutas dos professores e professoras do sindicato. Durante o encontro, realizou-se também a primeira etapa do Curso Nacional de Formação de 2019, com o tema “Reorganização da classe trabalhadora e os desafios para o movimento docente”.

O seminário incluso na programação foi organizado pelo Grupo de Trabalho de História do Movimento Docente (GTHMD) do ANDES – SN, e contou com a participação de docentes de diversas partes do país. O professor e 1º secretário da Regional Rio Grande do Sul do Sindicato Nacional, Guinter Leipnitz, afirmou que o seminário é uma deliberação do 38º Congresso do ANDES-SN, que foi realizado em Belém, no início de 2019. “O resgate da história do sindicato e de toda a luta que foi construída ao longo desses quase 40 anos, que tiveram uma série de momentos históricos bastantes específicos, como a pauta pela redemocratização, a pauta pela defesa da educação pública e pelo projeto de educação na constituição de 1988”, frisou Guinter.

De acordo com o presidente da Aprofurg, Cristiano Engelke, o contexto de sediar um evento desta magnitude em uma cidade como Rio Grande é muito importante nessa conjuntura. “É uma honra para nós, da Aprofurg, receber um seminário do ANDES - SN com esta importância e que trate da história de lutas do movimento docente ao longo dos quase 40 anos de história do ANDES-SN e dos quase 40 anos de história da Aprofurg”, destacou Engelke.

Discussões no Seminário

Durante a programação aconteceram debates e rodas de conversa referentes ao tema do seminário. A primeira roda de conversa abordou o movimento docente na ditadura empresarial-militar no Brasil, entre os anos de 1964 e 1985. Participaram da discussão Roberto Leher (UFRJ), Ana Maria Ramos Estevão (Unifesp) e Cléverton Oliveira (membro da Comissão da Verdade da Aprofurg).

A segunda atividade realizada foi a roda de conversa com o tema “Do Andes ao Andes: a organização do movimento docente”, com participação de Kênia Miranda (UFF), Robert Ponge (UFRGS), Sadi Dal Rosso (UnB) e Roberto Kanitz, 3º secretário do Andes – SN, que presidiu os trabalhos. A atividade simultânea, sobre organização dos trabalhadores, sindicatos e luta de classes, contou com a participação de Sâmbara Paula Francelino Ribeiro (UECE), Aldrin Castelucci (UNEB) e Luiz Blume, 1º vice-presidente da Regional Nordeste III do Andes – SN.

A terceira atividade do evento levantou a discussão sobre a memória histórica do ANDES – SN na luta por mais direitos para a classe trabalhadora. Participaram da mesa: Ana Maria Ramos Estevão, 3ª vice-presidente do ANDES-SN, Carlos Alberto Pires, 1º vice-presidente da Regional Rio Grande do Sul e Roseni Ximenes, responsável pelo Centro de Documentação do Sindicato Nacional. Cristiano Engelke presidiu os debates.

A última mesa tratou da concepção sindical do ANDES-SN e foi apresentada pelo professor Amauri Fragoso (UFCG) e por Rodrigo Medina, 1º vice-presidente da Regional São Paulo.
 

Fonte: ANDES-SN/Aprofurg

Foto: Aprofurg

Edição: Lucas Reinehr (estagiário) e Fritz Nunes (jornalista)

Assessoria de imprensa da Sedufsm



Fotos



* Clique na foto para Ampliar!


Compartilhe com sua rede social!














© 2020 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041
Website por BM2 Tecnologia em Internet