ATENDIMENTO DA SEDUFSM

A Sedufsm informa que a partir de segunda, 23 de março, a sede do sindicato estará fechada e todos os atendimentos serão realizados de forma remota (online), por tempo indeterminado. Os (as) sindicalizados (as) poderão entrar em contato com a entidade das 8h às 12h e das 14h às 18h através do e-mail sedufsm@terra.com.br ou dos telefones (55) 99614-2696 e (55) 99935-8017.

Sindicato


Espaço Cultural

Reflexões Docentes

Contatos SEDUFSM

(55) 3222 5765

Segunda à Sexta
08h às 12h e 14h às 18h

Endereço

SEDUFSM
Rua André Marques, 665
Centro, Santa Maria - RS
97010-041

Email

Fale Conosco - escreva para:
sedufsm@terra.com.br

Twitter

SEDUFSM

Facebook

SEDUFSM

Youtube

SEDUFSM

Notícias

14/07/2020   14/07/20 17h01 | A+ A- | 199 visualizações

Sindicatos e movimentos sociais protocolam novo pedido de impeachment

CSP-Conlutas é signatária do documento de 133 páginas que aponta conduta temerária do presidente Bolsonaro


Manifestantes em Brasília pedem afastamento de Bolsonaro por crime de responsabilidade

Nesta terça, 14, um ato simbólico no gramado do Congresso Nacional, em Brasília, marcou o protocolo de mais um pedido de impeachment do presidente Jair  Bolsonaro. O documento é assinado por dezenas de organizações sindicais, dos movimentos sociais e populares, além de juristas, intelectuais, artistas e outras personalidades da sociedade civil. No pedido de 133 páginas, os autores citam a atuação temerária do governo de Bolsonaro que se agravou durante a epidemia da Covid-19, más condutas na área ambiental, ataques contra a imprensa, entre vários motivos que caracterizam crime de responsabilidade.

A CSP-Conlutas é uma das signatárias do documento, juntamente com várias entidades filiadas, e, nesta terça, participou do ato, juntamente com dirigentes e ativistas do Sindicato Nacional dos Docentes (ANDES-SN), do MRP (Movimento de Resistência Popular) e trabalhadores da Previdência.

O pedido de afastamento do presidente da República também é assinado por outras centrais sindicais, movimentos sociais e tem entre apoiadores nomes como da subprocuradora geral da República aposentada, Deborah Duprat, do cantor e compositor Chico Buarque, do escritor Fernando Morais, dos comentaristas esportivos Juca Kfouri e Walter Casagrande, entre vários outros nomes.

A manifestação ocorrida nesta terça-feira faz parte da Jornada de Lutas, ocorrida nos últimos dias 10 a 12 de julho, que contou com mobilizações pelo país na sexta e uma plenária nacional virtual no sábado, além de protestos no domingo.

Conforme nota da CSP-Conlutas, entidade à qual o ANDES-SN é filiado, a central se soma a essa campanha mantendo sua independência e autonomia, especialmente ao levantar as bandeiras aprovadas nas suas instâncias desde o início da pandemia: “Em defesa da vida, quarentena geral com garantia de emprego e renda digna para todos. Fora Bolsonaro e Mourão, já!”.

Avaliação

Na avaliação do dirigente da Secretaria Executiva Nacional da CSP-Conlutas, Atnágoras Lopes, “a ação no dia de hoje (terça) fortalece a luta geral para colocar para fora Bolsonaro e Mourão. E isso é urgente, pois estamos falando de 70 mil famílias que choram seus mortos, mais de 1,8 milhão de pessoas infectadas, sem contar o desemprego que se agrava no país e os ataques aos direitos trabalhistas”.

Para Atnágoras, “sem depositar nenhuma confiança neste Congresso, que age como um balcão de negócios para rifar os direitos dos trabalhadores, esse pedido de impeachment se soma à mobilização para botar para fora este governo, uma luta que precisa avançar com unidade e ações concretas como a que já aponta para um novo dia nacional de luta para o dia 7 de agosto”, enfatiza o dirigente da Central.

 

Fonte: CSP-Conlutas

Imagens: CSP-Conlutas e Brasil de Fato

Edição: Fritz R. Nunes (Sedufsm)

 



Fotos



* Clique na foto para Ampliar!


Compartilhe com sua rede social!














© 2020 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041
Website por BM2 Tecnologia em Internet