ATENDIMENTO DA SEDUFSM

A Sedufsm informa que a partir de segunda, 23 de março, a sede do sindicato estará fechada e todos os atendimentos serão realizados de forma remota (online), por tempo indeterminado. Os (as) sindicalizados (as) poderão entrar em contato com a entidade das 8h às 12h e das 14h às 18h através do e-mail sedufsm@terra.com.br ou dos telefones (55) 99614-2696 e (55) 99935-8017.

Sindicato


Espaço Cultural

Reflexões Docentes

Contatos SEDUFSM

(55) 3222 5765

Segunda à Sexta
08h às 12h e 14h às 18h

Endereço

SEDUFSM
Rua André Marques, 665
Centro, Santa Maria - RS
97010-041

Email

Fale Conosco - escreva para:
sedufsm@terra.com.br

Twitter

SEDUFSM

Facebook

SEDUFSM

Youtube

SEDUFSM

Notícias

04/08/2020   04/08/20 18h39 | A+ A- | 345 visualizações

Assembleia geral virtual da Sedufsm divulga carta aberta

Documento aprovado na plenária do dia 27 de julho aborda temas como ensino remoto e qualidade da educação


Print de um dos momentos da assembleia de 27 de julho, realizada através do 'Google meet'

A assembleia coordenada pela Sedufsm, ocorrida no dia 27 de julho, aprovou, com ajustes, o conteúdo de uma carta aberta que trata de temas como ensino remoto, REDE, e qualidade da educação. Os principais pontos foram aprovados na assembleia e, posteriormente, uma comissão que já tinha sido responsável pelo texto-base, fez as alterações sugeridas na reunião. O documento se destina a ser divulgado a toda a categoria, aos membros do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE), e a toda a comunidade regional abrangida pela UFSM.

O resultado final do documento pode ser conferido abaixo:

“Carta Aberta da Assembleia Geral da SEDUFSM aos conselheiros e conselheiras do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFSM

A Sedufsm, a partir de deliberação de assembleia, vem reafirmar alguns pressupostos que norteiam historicamente a atuação do movimento docente e que necessitam ser reafirmados e reivindicados na situação de excepcionalidade em que desenvolvemos nosso trabalho durante a pandemia da COVID-19.

Neste contexto, prezando pela saúde e a vida da nossa comunidade acadêmica e geral, inicialmente, firmamos a necessidade do isolamento social e com ele o não retorno das aulas presenciais na UFSM, e que este somente ocorra, mediante, a sensibilização da comunidade acadêmica por uma vacina.

Soma-se a isso, enquanto movimento sindical docente, defender os direitos da categoria, primar pelas melhores condições de trabalho do(a) professor(a) e, para além disso, ressaltar a primazia de um ensino público gratuito, laico, de QUALIDADE, e socialmente referenciado.

Destacamos que nosso entendimento é o de que a universidade tem como objetivo, no que diz respeito ao ensino, a modalidade presencial e que essa, mesmo diante da excepcionalidade colocada pela pandemia do novo coronavírus, não pode ser substituída pela modalidade EaD e ou pela em REDE. Qualquer iniciativa impositiva quanto ao ensino não presencial se choca com os dados da realidade, que mostram entraves como dificuldades de acesso à internet, entre outros pontos que dão conta de uma precarização quando se fala em relações educacionais no modo virtual tanto a estudantes quanto a docentes.

Acreditamos que qualquer alternativa que se busque na instituição para garantir o processo educacional deve passar pelos postulados já referenciados, garantindo ao(à) educador(a) boas condições para cumprir sua tarefa com qualidade, e, ao mesmo tempo, possibilitando o acesso universal a todos os(as) educandos(as), para que, de forma democrática, todos sejam tratados de forma igualitária e com base na garantia de uma formação de qualidade.

Após amplo debate em assembleia geral da categoria docente, encaminhamos esse documento, enfatizando os pressupostos acima citados, no qual reivindicamos:

 Para as atividades curriculares obrigatórias

- Que as aulas presenciais na UFSM, somente retornem, mediante a situação de a comunidade acadêmica tornar-se sensibilizada por uma vacina;

- Que seja garantido aos(às) docentes que não aderiram ao REDE, após o retorno das atividades na UFSM, as 15 semanas necessárias para a reposição presencial de suas atividades de ensino, suspensas em função da pandemia;

- Que o primeiro semestre de 2020 só tenha seu encerramento com a finalização das atividades presenciais, por ora, suspensas devido à pandemia;

- Que não se inicie o segundo semestre de 2020 com atividades curriculares obrigatórias;

- Que seja garantido a todos (as) promoções e progressões, considerando para as atividades de ensino, a carga horária mínima de sala de aula estipulada pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei n. 9.394/1996);

- Que as atividades práticas e de estágio curricular supervisionado sejam retomadas apenas com o retorno das atividades presenciais.
 

Para às atividades do REDE:

- Que a UFSM ofereça um terceiro semestre em 2020, formado por atividades não obrigatórias de DCGs e ACGs (eventos online, grupos de leitura, trabalhos em rede, etc.), com a finalidade de manter a interação com os alunos e a comunidade, sem prejuízo no tempo de integralização curricular dos estudantes.

- Que a comunidade universitária seja ouvida permanentemente em fóruns democráticos e ampliados, garantindo a participação, em especial, das entidades representativas dos diferentes segmentos que compõem a instituição;

- Que haja garantias, por parte da Reitoria, de infraestrutura (como equipamentos e internet) de qualidade a todos(as) os(as) docentes que dela necessitarem, barrando a precarização do trabalho.

- Que seja disponibilizado a todos (as) atendimento psicossocial continuado durante este período.

Santa Maria, 27 de julho de 2020

Sedufsm- Seção Sindical dos Docentes da UFSM.”

 

Edição e foto/print: Fritz R. Nunes

Assessoria de imprensa da Sedufsm



Fotos



* Clique na foto para Ampliar!


Compartilhe com sua rede social!














© 2020 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041
Website por BM2 Tecnologia em Internet