MOBILIZAÇÃO CONTRA REFORMA ADMINISTRATIVA

Sindicato

ATENDIMENTO DA SEDUFSM

A Sedufsm informa que, desde o dia 23 de março de 2020, em função da pandemia, a sede do sindicato está fechada e os atendimentos sendo realizados de forma remota. Os (as) sindicalizados (as) podem entrar em contato com a entidade das 8h às 12h e das 14h às 18h através do e-mail sedufsm@terra.com.br ou pelos telefones (55) 99962-2248 e (55) 99935-8017.


Espaço Cultural

Reflexões Docentes

Contatos SEDUFSM

(55) 3222 5765

Segunda à Sexta
08h às 12h e 14h às 18h

Endereço

SEDUFSM
Rua André Marques, 665
Centro, Santa Maria - RS
97010-041

Email

Fale Conosco - escreva para:
sedufsm@terra.com.br

Twitter

SEDUFSM

Facebook

SEDUFSM

Youtube

SEDUFSM

Notícias

11/12/2020   11/12/20 12h49 | A+ A- | 373 visualizações

Dica cultural: clássico do cinema francês é indicação de professor

Luiz Carlos Grassi sugere “Toda uma vida”, do diretor Claude Lelouch


Fragmento da filmagem de Claude Lelouch

Sextou na quarentena! Nesta sexta, 11 de dezembro, a dica cultural vem do professor Luiz Carlos Grassi, aposentado do curso de Comunicação Social da UFSM, e historicamente envolvido com cinema.  A sugestão de Grassi é de um dos tantos filmes da profícua carreira do cineasta francês, Claude Lelouch, atualmente com 83 anos: “Toda uma vida”. Segundo o docente da UFSM, apesar de ser um filme difícil de ser encontrado, ainda pode ser buscado no acervo da Cooperativa de Estudantes de Santa Maria (Cesma). Ou provavelmente em alguma plataforma de streaming. Do mesmo diretor, conforme cita abaixo, Luiz Carlos Grassi, também são referências importantes, entre vários, “Retratos da vida” de 1981 e “Os miseráveis” de 1995. Fiquemos com a dica a seguir.

Toda uma Vida

Um dos filmes que eu mais gosto é “Toda Uma Vida” (Tout Une Vie) do grande diretor francês, Claude Lelouch. O cineasta não chegou fazer parte da Nouvelle Vague, movimento de jovens cineastas franceses que muito contribuiu para a estética dos filmes no século passado, mas dirigiu obras que entusiasmam os cinéfilos ao redor do mundo. Além de “Toda uma Vida” são também dele, clássicos como “Um Homem e uma Mulher” de 1966, “Retratos da vida” de 1981, “Os Miseráveis”, de 1995, “Viver por Viver” de 1967, entre outros

O filme ‘Toda uma vida’, segundo o próprio diretor, é uma homenagem que ele faz a vida, ao amor e ao século XX. Contando a história do relacionamento de um casal, ele começa no início do século XX, mostrando a vida dos avós dos personagens, depois seus pais. Assim, ele vai passando pela história do século XX, fazendo referências aos principais fatos que aconteceram, tais como a invenção do cinema pelos irmãos Lumière; a Primeira Guerra Mundial, a Segunda Guerra Mundial, o Holocausto, Stalin, Trotsky, a independência da Argélia, o Estado de Israel, a crise dos mísseis soviéticos em Cuba, o suicídio de Marilyn Monroe, o esmagamento da Primavera de Praga pelos tanques e soldados do Pacto de Varsóvia, a Guerra Fria e tudo o mais. Isso tudo ao som da música “Et Maintenant” cantada por Gilbert Bécaud.

A trama do filme vai indo adiante em ações paralelas até o encontro final dos dois personagens, Sarah e Simon. Toda Uma Vida é um filme muito difícil de ser encontrado em DVD, mas felizmente a CESMA ainda dispõe de uma cópia.

Bom espetáculo!”.


Toda uma Vida/Toute une Vie

De Claude Lelouch, França-Itália, 1974

Com André Dussolier, Marthe Keller, Charles Denner, Gilbert Bécaud, Charles Gerard, Carla Gravina

Argumento e roteiro Claude Lelouch e Pierre Uytterhoeven

Fotografia Jean Collomb

Música Francis Lai

Produção Les Films 13 e Rizzoli Film



Luiz Carlos Grassi
Professor aposentado do departamento de Ciências da Comunicação da UFSM, onde lecionou disciplinas como “Introdução ao Cinema” e “Telejornalismo”.


Edição: Fritz R. Nunes
Fotos: Divulgação e arquivo/facebook
Assessoria de imprensa da Sedufsm

 

 



Fotos



* Clique na foto para Ampliar!


Compartilhe com sua rede social!














© 2021 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041