MOBILIZAÇÃO CONTRA REFORMA ADMINISTRATIVA

Sindicato

ATENDIMENTO DA SEDUFSM

A Sedufsm informa que, desde o dia 23 de março de 2020, em função da pandemia, a sede do sindicato está fechada e os atendimentos sendo realizados de forma remota. Os (as) sindicalizados (as) podem entrar em contato com a entidade das 8h às 12h e das 14h às 18h através do e-mail sedufsm@terra.com.br ou pelos telefones (55) 99962-2248 e (55) 99935-8017.


Espaço Cultural

Reflexões Docentes

Contatos SEDUFSM

(55) 3222 5765

Segunda à Sexta
08h às 12h e 14h às 18h

Endereço

SEDUFSM
Rua André Marques, 665
Centro, Santa Maria - RS
97010-041

Email

Fale Conosco - escreva para:
sedufsm@terra.com.br

Twitter

SEDUFSM

Facebook

SEDUFSM

Youtube

SEDUFSM

Notícias

08/01/2021   08/01/21 14h31 | A+ A- | 408 visualizações

Sobram dúvidas sobre vacinação contra a Covid em S. Maria

Prefeitura responde questões encaminhadas pela assessoria de imprensa da Sedufsm


Não há data para início da vacinação e nem se sabe se terão seringas e agulhas suficientes

Mesmo que haja uma mobilização das autoridades municipais, que buscaram apoio de um grupo técnico para planejar a vacinação contra a Covid-19, conforme divulgamos em nota publicada nesta quinta, 7, o fato é que, assim como em âmbito nacional, as dúvidas são muitas sobre como se dará a imunização para barrar o avanço da pandemia. Em nível nacional, o governo Bolsonaro, ainda não disse claramente qual a vacina que será adotada e, por outro lado, não garante que haverá quantidade suficiente de insumos como seringas e agulhas para empregar a vacina. No caso do RS, o governador Eduardo Leite (PSDB) garante que existe estoque suficiente de seringas e agulhas.

Diante de perguntas em aberto, a prefeitura de Santa Maria procurou o governo do estado, buscando uma parceria estratégica. Ainda durante a campanha à prefeitura (novembro/2020), o prefeito agora reeleito, Jorge Pozzobom (PSDB) disse em alto e bom tom que, em caso de a União não fornecer as vacinas, existiria um recurso local separado para esse fim. De quanto é esse recurso? O município possui os insumos para realizar a vacinação?

Essas foram algumas das questões encaminhadas ainda na terça (5) à Superintendência de Comunicação da Prefeitura. As respostas vieram na quinta-feira, dia 7. A partir delas, constata-se que as autoridades do município estão preocupadas com a questão da imunização contra a Covid e não estão paradas. Todavia, o cenário transmite pouca certeza e sobram muitas dúvidas. Confira a seguir as perguntas e respostas.

Sedufsm- O prefeito Pozzobom tem falado e reiterado que o município tem recurso para a compra de vacinas se for necessário. Gostaria de saber qual o valor desse recurso e de que forma seria a articulação para a compra da vacina?
Prefeitura
- O Plano Nacional de Operacionalização da Vacina contra a Covid-19 preconiza a disponibilidade de doses para toda a população, bem como de insumos. Em caso de ainda não ter havido esse tipo de indicação, o Município se organizaria para verificar o quantitativo de doses para, então, fazer o levantamento de recursos internos para uma futura aquisição.

Sedufsm- No que se refere a seringas e agulhas: tem sido notícia de que o governo federal está com dificuldade para a aquisição desse material, essencial para o processo de vacinação. O município tem recurso para esse tipo de aquisição?
Prefeitura
- O Município teve indicativo do Estado de que não haverá falta de insumos. Em um cenário contrário, Santa Maria vai realocar recurso para a compra de materiais.

Sedufsm- A Secretaria de Saúde tem ideia de quanto precisaria em termos de seringas e agulhas?
Prefeitura
- Esta é uma das questões que estão sendo avaliadas com o Grupo Técnico de Vacinação para a Covid-19. O número será baseado no quantitativo de grupos prioritários.

Sedufsm- Sobre o plano de imunização, a partir do grupo técnico instalado pela prefeitura, foi dito que é preciso esperar uma posição do governo federal. Até quando o município pretende esperar essas diretrizes federais? Qual a periodicidade das reuniões desse grupo técnico?
Prefeitura
- Além de um posicionamento federal, os municípios gaúchos terão de aguardar direcionamentos do governo estadual. Por isso, enquanto não há definições, o Grupo Técnico de Vacinação para a Covid-19, que se reúne semanalmente, já se mobiliza no sentido de discutir a logística da imunização.

Sedufsm- Em relação a medidas de flexibilização na cidade em meio à pandemia, a médica infectologista, Jane Costa, em entrevista ao Diário de S. Maria (segunda, 4/01), afirmou que o momento não é de flexibilizar medidas e que só foi ouvida no início da pandemia, sendo que mais recentemente não foi procurada para opinar. É correta a informação de que medidas de flexibilização têm sido tomadas sem ouvir técnicos que tratam da pandemia?
Prefeitura- O Comitê Estratégico de Acompanhamento da Covid-19 também se reúne semanalmente para avaliação de medidas e, sim, conta, como sempre contou, com considerações de profissionais de diferentes setores, principalmente da saúde. Sendo assim, em várias ocasiões, técnicos, tanto da rede pública quanto privada de saúde, são consultados, e suas opiniões embasam as decisões do Comitê.
 

 

Texto: Fritz R. Nunes

Foto: EBC/Governo de SP

Assessoria de imprensa da Sedufsm

 



Fotos



* Clique na foto para Ampliar!


Compartilhe com sua rede social!














© 2021 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041