MOBILIZAÇÃO CONTRA REFORMA ADMINISTRATIVA

Cartilha sobre a PEC 32


ATENDIMENTO DA SEDUFSM

A Sedufsm informa que desde o dia 20 de outubro de 2021 recomeçou o atendimento presencial na sede. Os (as) sindicalizados (as) devem entrar em contato pelo e-mail [email protected] ou pelo fone (55) 3222.5765 para fazer o agendamento da ida à sede.


Últimas Notícias

Espaço Cultural

Reflexões Docentes

Contatos SEDUFSM

(55) 3222 5765

Segunda à Sexta
08h às 12h e 14h às 18h

Endereço

SEDUFSM
Rua André Marques, 665
Centro, Santa Maria - RS
97010-041

Email

Fale Conosco - escreva para:
[email protected]

Twitter

SEDUFSM

Facebook

SEDUFSM

Youtube

SEDUFSM

Notícias

16/02/2018     | A+ A- |   1495 visualizações

Em Santa Maria e em todo o Brasil, segunda-feira (19) será dia de luta contra a Reforma da Previdência

Manifestação convocada pela Frente Combativa será realizada na Praça Saldanha Marinho a partir das 16h

Greve Geral no dia 28 de abril de 2017 levou milhares de pessoas às ruas de Santa Maria. Entre as pautas estava a retirada da Reforma da Previdência.
Greve Geral no dia 28 de abril de 2017 levou milhares de pessoas às ruas de Santa Maria. Entre as pautas estava a retirada da Reforma da Previdência.

Convocada e construída por diversas centrais sindicais – entre elas a CSP-Conlutas –, a próxima segunda-feira, 19, será de mobilização em todo o país. Isso porque está programada para a data a realização do Dia Nacional de Luta Contra a Reforma da Previdência. E nem mesmo as diferentes manobras do governo, que devem adiar a votação da Reforma na Câmara dos Deputados – a data prevista era justamente o dia 19 – fizeram com que o Dia de Luta fosse cancelado. Pelo contrário. A avaliação da CSP-Conlutas, por exemplo, é de que esse não é o momento de dar trégua a Temer, e sim de intensificar as ações e derrubar em definitivo a reforma.

Em Santa Maria, a Frente Combativa em Defesa do Serviço Público (que reúne diversas entidades e coletivos, inclusive a Sedufsm) faz coro à mobilização nacional e está convocando para o dia 19 um ato contra a Reforma da Previdência. A manifestação será realizada na Praça Saldanha Marinho, no centro da cidade, a partir das 16h, e será composta de algumas ações de diálogo com a população a respeito dos grandes prejuízos da Reforma da Previdência. Nesse sentido, falas serão realizadas e serão confeccionados materiais como faixas e murais, além da distribuição de panfletos informativos sobre a reforma. Outra das ações que está prevista é o “Aposentômetro”, dinâmica que já foi usada pela Frente em outras ocasiões e que consiste em realizar o cálculo da aposentadoria com as regras atuais e com as modificações da Reforma da Previdência. O “Aposentômetro”, como nas outras ocasiões em que já foi usado, estará à disposição de qualquer pessoa que passar pela Praça.

Para além da Previdência

Embora a Reforma da Previdência seja a pauta central das mobilizações em Santa Maria e no resto do Brasil, outras reivindicações também formam o eixo político trabalhado pela Frente Combativa. A revogação imediata da reforma trabalhista e da Emenda Constitucional 95, que define um teto de gastos do governo federal, são dois desses exemplos. Além disso, os materiais preparados pela Frente também levantam discussões sobre o déficit nas contas públicas e defendem “nenhum direito a menos”.

Assembleia Docente

É importante lembrar que, tendo como foco a participação da categoria nos atos contra a reforma, a assembleia docente realizada nesta quinta, 15, aprovou paralisação no dia 19.

Texto: Rafael Balbueno
Foto 1: Bruna Homrich
Foto 2: Rafael Balbueno
Assessoria de imprensa da Sedufsm

Fotos da Notícia

Greve Geral no dia 28 de abril de 2017 levou milhares de pessoas às ruas de Santa Maria. Entre as pautas estava a retirada da Reforma da Previdência. Reunião da Frente Combativa nessa quinta, 15, definiu últimos detalhes do Dia de Luta.

Compartilhe com sua rede social


© 2021 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041