MOBILIZAÇÃO CONTRA REFORMA ADMINISTRATIVA

Cartilha sobre a PEC 32


ATENDIMENTO DA SEDUFSM

A Sedufsm informa que desde o dia 20 de outubro de 2021 recomeçou o atendimento presencial na sede. Os (as) sindicalizados (as) devem entrar em contato pelo e-mail [email protected] ou pelo fone (55) 3222.5765 para fazer o agendamento da ida à sede.


Últimas Notícias

Espaço Cultural

Reflexões Docentes

Contatos SEDUFSM

(55) 3222 5765

Segunda à Sexta
08h às 12h e 14h às 18h

Endereço

SEDUFSM
Rua André Marques, 665
Centro, Santa Maria - RS
97010-041

Email

Fale Conosco - escreva para:
[email protected]

Twitter

SEDUFSM

Facebook

SEDUFSM

Youtube

SEDUFSM

Notícias

05/02/2020   05/02/2020 21h19m   | A+ A- |   977 visualizações

Professores reforçam unidade de ação para barrar ataques

39º Congresso do ANDES-SN aponta duas datas de luta para março

Plenária apontou necessidade da unidade de ação para construir Greve Geral
Plenária apontou necessidade da unidade de ação para construir Greve Geral

2020 mal iniciou e já tem duas datas de luta apontadas pelo sindicato nacional docente. A primeira é o dia 8 de março, mundialmente conhecido como o Dia Internacional de Luta das Mulheres Trabalhadores. A exemplo das fortes mobilizações que marcaram essa data nos últimos anos, a proposição é de que a mobilização seja reforçada frente a um governo que ameaça cotidianamente a vida das mulheres. Como pautas de luta sobressaem-se o enfrentamento às políticas de Bolsonaro e seus ministros, que obstaculizam ainda mais os direitos reprodutivos das mulheres, bem como precarizam suas condições de vida e trabalho com a aprovação de projetos como o da Reforma da Previdência.

A outra data apontada é o dia 18 de março, construído nacionalmente por diversas entidades do funcionalismo público. A rejeição intransigente ao Future-se, à militarização das escolas, à reforma administrativa, ao desrespeito à autonomia universitária e ao desmonte dos serviços públicos integram a pauta central de luta. A ideia é que esse dia sirva como aglutinador de forças para a construção de uma grande greve geral que reúna classe trabalhadora e juventude contra os desmandos do governo.

Ambas as datas foram respaldadas pela plenária do Tema I – Movimento Docente e Conjuntura, ocorrida na tarde e noite da última terça-feira, 4 de fevereiro, durante o 39º Congresso do ANDES-SN. Na ocasião, após a defesa dos Textos de Resolução, dezenas de professores e professoras realizaram intervenções com avaliações sobre o momento político, econômico e social, propondo críticas e caminhos de resistência.

Alguns debates geraram maior divergência, porém o fio condutor das discussões foi a importância da unidade de luta. Unidade prática, que não se limite a disputas institucionais, mas que auxilie no avanço de consciência dos trabalhadores para saírem às ruas contra os ataques do governo Bolsonaro.

Durante e plenária, diversos professores (as) relataram abusos ocorridos em suas universidades, a exemplo da Universidade Federal da Grande Dourados (Mato Grosso do Sul), na qual o governo, representado pelo Ministério da Educação, nomeou uma interventora à reitoria, afrontando o processo democrático de consulta aos segmentos da universidade.

A Sedufsm participa do 39º Congresso do ANDES-SN com uma delegação composta pelos seguintes professores (todos eleitos em assembleia): Júlio Quevedo; Gihad Mohamad; Adriana Zecca; Maristela Souza; Hugo Blois Filho; Carmem Dickow; João Gilli Martins; Laura Souza Fonseca e Marian Noal Moro. Além destes professores, que participam como delegados, também integra a delegação o professor Abel Panerai Lopes, que atua como observador no evento.O Congresso segue até o sábado, 8, às 23h59, tendo suas discussões pautadas por quatro eixos temáticos: Tema I – Movimento docente e conjuntura; Tema II – Plano dos Setores; Tema III – Plano Geral de Lutas e Tema IV – Questões organizativas e financeiras.

O 39º Congresso conta com a participação de 81 seções sindicais, 442 delegados (as), 166 observadores (as), 34 diretores (as) nacionais e 12 convidados (as), totalizando 654 participantes. Durante a quarta e quinta-feira, 5 e 6, os (as) professores (as) reúnem-se em Grupos de Trabalho (GT’s), onde os temas são debatidos com mais minúcia e, posteriormente, remetidos às plenárias gerais.

 

Texto e fotos: Bruna Homrich

Assessoria de Imprensa da Sedufsm

Fotos da Notícia

Plenária apontou necessidade da unidade de ação para construir Greve Geral Professores (as) Hugo Blois Filho; Gihad Mohamad; Adriana Zecca; Júlio Quevedo; Carmem Dickow e Maristela Souza foram eleitos (as) em assembleia da Sedufsm como delegados (as) ao Congresso Professor Abel Panerai Lopes foi eleito em assembleia da Sedufsm como observador ao Congresso Professoras Marian Noal Moro e Laura Fonseca foram eleitas em assembleia da Sedufsm como delegadas ao Congresso

Compartilhe com sua rede social


© 2021 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041