MOBILIZAÇÃO CONTRA REFORMA ADMINISTRATIVA

Sindicato

ATENDIMENTO DA SEDUFSM

A Sedufsm informa que, desde o dia 23 de março de 2020, em função da pandemia, a sede do sindicato está fechada e os atendimentos sendo realizados de forma remota. Os (as) sindicalizados (as) podem entrar em contato com a entidade das 8h às 12h e das 14h às 18h através do e-mail [email protected] ou pelos telefones (55) 99962-2248 e (55) 99935-8017.


Últimas Notícias

Espaço Cultural

Reflexões Docentes

Contatos SEDUFSM

(55) 3222 5765

Segunda à Sexta
08h às 12h e 14h às 18h

Endereço

SEDUFSM
Rua André Marques, 665
Centro, Santa Maria - RS
97010-041

Email

Fale Conosco - escreva para:
[email protected]

Twitter

SEDUFSM

Facebook

SEDUFSM

Youtube

SEDUFSM

Notícias

22/02/2021   22/02/2021 19h36m   | A+ A- |   276 visualizações

Sedufsm assina moção pela libertação dos presos políticos no Chile

Sindicato se soma a diversas outras entidades de classe pelo país, que denunciam política de Sebastián Piñera

Governo de Piñera deteve arbitrariamente quase 30 mil ativistas sociais
Governo de Piñera deteve arbitrariamente quase 30 mil ativistas sociais

A diretoria da Sedufsm assinou moção em defesa da libertação imediata dos presos políticos no Chile. Diversas outras entidades classistas do Brasil reforçam a campanha, que se coloca frontalmente contrária à política de Sebastián Piñera, conhecido por adotar uma postura de criminalização de estudantes e trabalhadores  que se colocam em luta nas ruas de um país ainda marcado por fortes traços da ditadura de Augusto Pinochet.

Segundo dados do Ministério Público chileno, citados em matéria do Sintrajufe/RS, entre 19 de outubro de 2019 e 6 de dezembro foram detidas 28.210 pessoas, das quais 5.084 foram "formalizadas". Destas, 648 estão em prisão preventiva e 725 foram condenadas por roubo, desordem ou danos a propriedade privada.

As detenções arbitrárias aconteceram durante mobilizações contra o aumento da tarifa do metrô e em denúncia ao sistema previdenciário privatizado e colocado, ainda na época da ditadura, nas mãos das Administradoras de Fundos de Pensão (AFP). Sistema, inclusive, que serve como modelo para o ministro da Economia de Bolsonaro, Paulo Guedes.

Leia, abaixo, o texto assinado pela Sedufsm:

"MOÇÃO PELA LIBERTAÇÃO IMEDIATA DE PRESOS POLÍTICOS DO CHILE

Ao governo Sebastian Piñera,

Tomamos conhecimento através da Confederação de Sindicatos Bancários e Afins do Chile, de que há no país, desde a legítima mobilização do povo chileno iniciada em 18 de outubro de 2019, muitos presos da revolta - presos políticos -, que em alguns casos passaram mais de um ano em prisão preventiva, violando as garantias do devido processo legal e sem direito a visita de seus familiares.

Temos conhecimento também de que não prosperou a exigência de um projeto de lei de indulto geral para buscar extinguir a responsabilidade penal e a remissão da pena, quando corresponda aos fatos ocorridos entre outubro de 2019 e dezembro de 2020. Assim aqueles militantes seguem detidos numa afronta à democracia mais elementar.

Por isso nos associamos à exigência da campanha que se desenvolve em vários países de libertação imediata dos presos políticos!

 

Santa Maria, RS, 19 de fevereiro de 2021

Diretoria da SEDUFSM

Seção Sindical dos Docentes da Universidade Federal de Santa Maria".

 

 

Texto: Bruna Homrich

Imagem: Bruno Silva

Assessoria de Imprensa da Sedufsm

Fotos da Notícia

Governo de Piñera deteve arbitrariamente quase 30 mil ativistas sociais

Compartilhe com sua rede social


© 2021 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041