MOBILIZAÇÃO CONTRA REFORMA ADMINISTRATIVA

Cartilha sobre a PEC 32


ATENDIMENTO DA SEDUFSM

A Sedufsm informa que desde o dia 20 de outubro de 2021 recomeçou o atendimento presencial na sede. Os (as) sindicalizados (as) devem entrar em contato pelo e-mail [email protected] ou pelo fone (55) 3222.5765 para fazer o agendamento da ida à sede.


Últimas Notícias

Espaço Cultural

Reflexões Docentes

Contatos SEDUFSM

(55) 3222 5765

Segunda à Sexta
08h às 12h e 14h às 18h

Endereço

SEDUFSM
Rua André Marques, 665
Centro, Santa Maria - RS
97010-041

Email

Fale Conosco - escreva para:
[email protected]

Twitter

SEDUFSM

Facebook

SEDUFSM

Youtube

SEDUFSM

Notícias

09/04/2021     | A+ A- |   246 visualizações

Março foi o mês com maior número de infectados em Santa Maria desde início da pandemia

Maior parte dos casos confirmados é de pessoas entre 20 e 39 anos

Observatório de Dados da Covid-19, criado por pesquisadores (as) da UFSM, completa um ano de atividade
Observatório de Dados da Covid-19, criado por pesquisadores (as) da UFSM, completa um ano de atividade

A primeira quinzena do último mês de março registrou o maior número de pessoas infectadas por coronavírus na cidade de Santa Maria desde o início da pandemia. Somente nestes quinze dias, foram 2.799 novos casos registrados, sendo a maioria deles em pessoas de 20 a 39 anos. Os óbitos, porém, ainda se concentram, em maior parte, na faixa etária dos 70 aos 89 anos.

Os dados são do Observatório de Dados da Covid-19, que, neste início de abril, completa um ano de funcionamento. Concebido e alimentado por pesquisadores (as) de diversos centros de ensino da UFSM, o painel de informações a respeito da situação da pandemia de coronavírus em Santa Maria e em outros municípios do Rio Grande do Sul baseia-se, fundamentalmente, nos boletins de hospitalizações e casos divulgados pela Prefeitura Municipal de Santa Maria e pela Secretaria Estadual de Saúde, além de fontes nacionais e internacionais, a exemplo do Ministério da Saúde e da Johns Hopkins University. O objetivo das informações, mapeamentos e projeções divulgados pelo Observatório é auxiliar no monitoramento do vírus e no planejamento de ações de saúde pública para achatar as curvas de contágio.

Acesse a página do Observatório aqui.

Santa Maria

Na página inicial do Observatório, é possível encontrar mais informações sobre a situação da pandemia em Santa Maria, com detalhes sobre os casos, incluindo a média da faixa etária de casos confirmados e óbitos, distribuição por sexo, cor, além de mapas de óbitos e de casos confirmados por bairros da cidade. 

Segundo dados atualizados em 31 de março, existe, por exemplo, pouca diferença entre os gêneros no quesito contaminação e óbitos: 54,5% dos casos confirmados são de mulheres, enquanto 55,8% dos óbitos são de homens.

Outros dados apontados dizem respeito à maior taxa de mortalidade da população negra em relação à população branca e parda; e a maior ocorrência de casos e óbitos nos bairros Camobi e Centro.

Campi UFSM

As mesmas estatísticas de Cachoeira do Sul, Frederico Westphalen e Palmeira das Missões podem ser encontradas nesta seção.

4° Coordenadoria Regional de Saúde do Rio Grande do Sul:

Mapas ilustrados com informações a respeito do número de ventiladores disponíveis, da taxa de ocupação de UTI’s e de outras variáveis semelhantes para a região estão nesta seção.

Rio Grande do Sul

Gráficos e mapas interativos a respeito da situação de todo o Estado encontram-se nesta seção.

Brasil

Gráficos de casos confirmados e mapas de distribuição espacial no que diz respeito ao país estão nesta seção.

Simulador 

Simulador Epidemiológico para os Casos de Covid-19 possibilita a realização de projeções da propagação dos casos Covid-19 até o próximo ano, óbitos e internações. O projeto, desenvolvido pelos professores Luis Felipe Dias Lopes e Carlos Heitor, da UFSM, em parceria com o Prof. Paulo Vilella, da UFJF, realiza uma projeção estatística baseada nos dados que são inseridos no programa. 

Como funciona?

No canto direito da tela, existem algumas lacunas que devem ser preenchidas, conforme abaixo: 

  • “Susceptível”: Colocar o número da população da cidade pretendida dividido por 2. No caso de 100.000 habitantes, por exemplo, coloca-se 50.000 na lacuna. 
  • “Óbitos”“Pacientes internados” e “Infectados”: Preencher conforme os números informados no último boletim da cidade pretendida. 
  • “Contatos por dia por infectado”: Neste caso, o número depende de cada localidade. Ele significa a proporção de propagação, ou seja, para quantas pessoas uma contaminada irá transmitir. Os profissionais da saúde de cada localidade podem calcular este dado com mais precisão. Já aqueles que desejam fazer uma projeção aproximada, podem preencher com “2” este espaço.
  • Depois de preencher, basta clicar em “Simulate”, no canto superior esquerdo do quadro. Assim, ele irá gerar o gráfico de projeção para os próximos 365 dias.

No site do Observatório ainda é possível ter acesso a Relatórios Técnicos e Relatórios Científicos. A equipe que compõe o Observatório é de profissionais que atuam em diferentes áreas da Universidade, e a coordenação é dos professores Luís Felipe Dias Lopes e Carlos Heitor Cunha Moreira.

Para qualquer dúvida ou mais informações, o contato do Observatório Covid-19 é: [email protected]

 

Fonte: UFSM

Edição: Bruna Homrich/Assessoria de Imprensa da Sedufsm

Fotos da Notícia

Observatório de Dados da Covid-19, criado por pesquisadores (as) da UFSM, completa um ano de atividade

Compartilhe com sua rede social


© 2021 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041