MOBILIZAÇÃO CONTRA REFORMA ADMINISTRATIVA

Sindicato

ATENDIMENTO DA SEDUFSM

A Sedufsm informa que, desde o dia 23 de março de 2020, em função da pandemia, a sede do sindicato está fechada e os atendimentos sendo realizados de forma remota. Os (as) sindicalizados (as) podem entrar em contato com a entidade das 8h às 12h e das 14h às 18h através do e-mail [email protected] ou pelos telefones (55) 99962-2248 e (55) 99935-8017.


Últimas Notícias

Espaço Cultural

Reflexões Docentes

Contatos SEDUFSM

(55) 3222 5765

Segunda à Sexta
08h às 12h e 14h às 18h

Endereço

SEDUFSM
Rua André Marques, 665
Centro, Santa Maria - RS
97010-041

Email

Fale Conosco - escreva para:
[email protected]

Twitter

SEDUFSM

Facebook

SEDUFSM

Youtube

SEDUFSM

Notícias

28/07/2021   28/07/2021 13h32m   | A+ A- |   391 visualizações

Conselhos definem lista tríplice à reitoria da UFSM com nomes escolhidos pela comunidade

Luciano Schuch é o primeiro da lista, seguido de Martha Adaime e Cristina Nogueira

Segmentos destacam vitória da mobilização: escolha da comunidade foi respeitada
Segmentos destacam vitória da mobilização: escolha da comunidade foi respeitada

A sessão dos Conselhos Universitários ocorrida na manhã desta quarta-feira, 28, definiu a lista tríplice a ser encaminhada ao Ministério da Educação com os três nomes mais votados para ocuparem o posto de reitor(a) da UFSM nos próximos quatro anos. Ao final da votação, que se efetivou de forma eletrônica e anônima pelo sistema de votação Helios Voting, o resultado da lista foi o seguinte: 1º Luciano Schuch (42 votos); 2º Martha Adaime (32 votos); 3º Cristina Nogueira (29 votos). O candidato Rogério Koff, também inscrito ao cargo de reitor, obteve 17 votos, sendo o menos votado e não entrando, assim, na lista tríplice. A votação registrou um voto nulo. 

A diretora da Sedufsm Neila Baldi, também integrante do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE), destacou que, ao votarem a lista tríplice, os conselheiros e conselheiras respeitaram a vontade da comunidade acadêmica, expressa no resultado da pesquisa de opinião eletrônica realizada em 24 de junho.

“O processo eleitoral não foi o que defendemos: paritário, muito menos foi construído com muitas vozes, democraticamente, mas ainda assim ouviu a comunidade. Por isso, a pesquisa de opinião tinha que ser referendada pelos conselhos. O que aconteceu na UFSM, com inscrição de candidatos sem terem passado pelo debate com a comunidade, deve servir de alerta a todos e todas. A mobilização em defesa da democracia foi fundamental para dizer não apenas à comunidade acadêmica, mas à sociedade de Santa Maria e demais cidades em que a UFSM atua, que zelamos pelas conquistas. Que possamos, em um futuro breve, mudar a legislação e permitir que toda a comunidade acadêmica decida, de fato, quem assume a reitoria e não apenas conselheiros e conselheiras”, comenta Neila, chamando atenção, também, para o fato de que, numa universidade nunca gerida por uma mulher, ter duas mulheres constando na lista tríplice é bastante significativo. 

Luiz Eduardo Barbosa, representante do Diretório Central dos Estudantes no CEPE, diz que o resultado da lista tríplice traz esperança frente a um cenário de grandes retrocessos.

“Hoje os Conselhos disseram ‘sim’ à democracia e mostraram que não aceitam ataques e tentativas de burlar o processo democrático construído historicamente dentro da universidade. Isso nos traz um gás para seguirmos nossa mobilização, que agora tem que ser central em torno da pauta de que reitor eleito deve ser reitor empossado. Não podemos esquecer que em outras universidades, a exemplo da UFPel, foi nomeada a segunda colocada, e isso também é um reflexo da política interventora do governo Bolsonaro. O candidato mais votado pela comunidade foi também  o mais votado dentro dos Conselhos e essa decisão tem que ser respeitada. Com certeza vamos seguir nessa luta, porque se hoje conseguimos tirar da lista tríplice um candidato oportunista aliado ao governo federal foi graças à nossa campanha contra a intervenção”, avalia o dirigente estudantil.

Gléce Cóser, representante dos técnico-administrativos em educação no CEPE, diz estar muito feliz com o resultado da reunião ampliada. “O que confirmamos hoje nos Conselhos foi o que a comunidade decidiu anteriormente. A lista tríplice não decidiu apenas os nomes que queremos indicar, mas o futuro que a gente quer para a nossa instituição. E sim, isso foi fruto de uma mobilização intensa dos três segmentos. A minha maior felicidade hoje foi ver o protagonismo dos discentes diante dessa situação”, diz a conselheira.

Para ela, “apesar das tentativas desgastantes de impedimento do processo realizadas por alguns colegas, hoje conseguimos garantir, pelo voto, que a democracia e a autonomia da UFSM fossem respeitadas. Nós, conselheiros, somos representantes de milhares de vozes e, portanto, não podemos nos furtar de refletir sobre o que está acontecendo no nosso país. Não queremos representantes do desgoverno comandando nossa instituição”.

Gléce ainda frisa que é preciso avançarmos mais rumo à ampliação da participação da comunidade nos processos decisórios, superando a ainda vigente proporcionalidade que garante 70% de peso para os votos de docentes , 15% para votos de técnicos(as) e 15% para estudantes. “Sou a favor da paridade. Infelizmente ainda não conseguimos alcançar esse patamar dentro da nossa instituição”, conclui.

Lista de vices

As votações para a lista tríplice de reitor(a) e vice ocorreram em duas sessões separadas dos Conselhos Superiores. Assim que finalizada a eleição à reitoria, teve início nova sessão para eleição à vice-reitoria, realizada pelo mesmo sistema de votação eletrônica.

O reitor Paulo Burmann explicou que, diferentemente da lista de reitores(as), encaminhada obrigatoriamente ao MEC, a lista de vice-reitores(as) permanece no âmbito interno da instituição, sendo utilizada pelo(a) reitor(a) empossado(a) para definir os nomes de sua equipe. Após apuração dos votos, a lista tríplice para a vice-reitoria ficou assim composta: em primeiro lugar, a professora Martha Adaime, com 49 votos; em segundo, o professor Luciano Schuch, com 33 votos; e em terceiro a professora Cristina Nogueira, com 23 votos. O professor Genesio Mario da Rosa, também inscrito ao cargo de vice, foi o menos votado, recebendo 13 votos e ficando, assim, fora da lista. A votação registrou ainda dois votos nulos e um voto em branco.

Nomeação

A lista tríplice contendo os nomes de Luciano Schuch como reitor eleito, seguido de Martha Adaime e Cristina Nogueira, será encaminhada nesta quinta, 29, ao governo federal, que tem até o dia 28 de dezembro para fazer a nomeação do novo reitor da UFSM.

 

Texto e prints: Bruna Homrich

Assessoria de Imprensa da Sedufsm

Fotos da Notícia

Segmentos destacam vitória da mobilização: escolha da comunidade foi respeitada Resultado da lista tríplice à vice-reitoria Resultado da lista tríplice à vice-reitoria

Compartilhe com sua rede social


© 2021 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041