MOBILIZAÇÃO CONTRA REFORMA ADMINISTRATIVA

Cartilha sobre a PEC 32


ATENDIMENTO DA SEDUFSM

A Sedufsm informa que desde o dia 20 de outubro de 2021 recomeçou o atendimento presencial na sede. Os (as) sindicalizados (as) devem entrar em contato pelo e-mail [email protected] ou pelo fone (55) 3222.5765 para fazer o agendamento da ida à sede.


Últimas Notícias

Espaço Cultural

Reflexões Docentes

Contatos SEDUFSM

(55) 3222 5765

Segunda à Sexta
08h às 12h e 14h às 18h

Endereço

SEDUFSM
Rua André Marques, 665
Centro, Santa Maria - RS
97010-041

Email

Fale Conosco - escreva para:
[email protected]

Twitter

SEDUFSM

Facebook

SEDUFSM

Youtube

SEDUFSM

Notícias

30/07/2021   30/07/2021 18h38m   | A+ A- |   398 visualizações

Câmara aprova emenda que prevê construção do Centro de Referência para a Mulher

Proposta é de que espaço acolha, informe e direcione as mulheres em situação de violência na cidade de Santa Maria

Mobilização do movimento de mulheres garantiu aprovação da emenda
Mobilização do movimento de mulheres garantiu aprovação da emenda

Em sessão na tarde da última quinta-feira, 29, a Câmara Municipal de Santa Maria aprovou, por unanimidade, a emenda da vereadora Marina Callegaro (PT) a respeito da criação de um Centro de Referência de Atendimento às Mulheres em Situação de Violência. Agora, o texto segue para sanção da prefeitura.

A criação do Centro é um dos objetivos da campanha “Santa Maria 50-50 – Uma campanha por igualdade”, tendo sido deliberado durante Conferência Municipal de Políticas para as Mulheres.

Maria Celeste Landerdahl, professora aposentada do curso de Enfermagem da UFSM e coordenadora da campanha, esteve presente na Câmara, junto a outras mulheres, para sensibilizar vereadores e vereadoras a votarem favoravelmente à emenda. Para ela, a aprovação foi um passo importante na luta das mulheres santa-marienses, que há anos vêm se organizando em fóruns, coletivos, conferências e manifestações públicas.

“Agora as mulheres em situação de violência terão uma referência no município para se direcionarem quando tiverem que pedir ajuda, informação, encaminhamento. Penso que isso deixe as mulheres mais tranquilas, porque hoje muitas não sabem para onde se dirigir: se para a delegacia, para o Hospital Universitário ou para o juizado. O Centro de Referência, como o próprio nome diz, vai ser uma referência municipal para onde as mulheres poderão se dirigir, serem acolhidas, receberem informações, terem acesso a atendimento psicológico e jurídico”, explica Celeste, que credita a aprovação de tal à mobilização das mulheres, do movimento feminista e de todos que o apoiam e fortalecem.

Plano Plurianual

A emenda que prevê a criação do Centro foi inclusa no Plano Plurianual (PPA) do município, conforme explica a vereadora Marina Callegaro. “A emenda consta em um dos programas do PPA, que é o Programa “Promovendo Assistência Social em Santa Maria”. Nós incluímos dentro das metas desse programa a implantação do Centro. A emenda entra nas previsões de despesas para os próximos quatro anos, e isso é muito significativo”, esclarece a parlamentar. A emenda pode ser lida aqui

Marina ainda frisa a importância do PPA, “que é o planejamento das metas do município, do que vai ser investido no município, e com certeza o Centro de Referência vai estar dentro dessas prioridades. É mais um passo que a Casa [Câmara] dá em prol das mulheres. O Centro vai ter a finalidade de acolhimento a essas mulheres, com atendimento psicossocial e jurídico. É um avanço para a nossa cidade e uma grande conquista para nós mulheres. Temos que destacar, também, a criação da Procuradoria Especial da Mulher no legislativo”, avalia a vereadora.

Celeste lembra que, além da criação do Centro de Referência, outro objetivo da campanha “Santa Maria 50-50” é mudar a lei do Conselho da Mulher, tornando-o menos engessado e com maior representatividade das mulheres do município.

“Quando falamos em políticas para as mulheres, não estamos falando só das políticas de enfrentamento à violência, mas também de políticas de autonomia econômica, igualdade no mundo do trabalho, acesso à educação, saúde das mulheres, direitos sexuais e reprodutivos, comunicação. São muitas frentes”, pondera a coordenadora da campanha, acrescentando que o avançar das conquistas pode sinalizar, para a gestão municipal, a importância de existir uma diretoria, coordenadoria ou secretaria dentro da Prefeitura que se ocupe só da formulação de políticas para as mulheres.

 

Texto: Bruna Homrich

Fotos: Roger Martins e Câmara de Vereadores

Assessoria de Imprensa da Sedufsm

Fotos da Notícia

Mobilização do movimento de mulheres garantiu aprovação da emenda Marina Callegaro, vereadora proponente da emenda

Compartilhe com sua rede social


© 2021 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041