MOBILIZAÇÃO CONTRA REFORMA ADMINISTRATIVA

Cartilha sobre a PEC 32

Últimas Notícias

Espaço Cultural

Reflexões Docentes

Contatos SEDUFSM

(55) 3222 5765

Segunda à Sexta
08h às 12h e 14h às 18h

Endereço

SEDUFSM
Rua André Marques, 665
Centro, Santa Maria - RS
97010-041

Email

Fale Conosco - escreva para:
[email protected]

Notícias

20/05/2022   20/05/2022 14h24m   | A+ A- |   136 visualizações

Dica: professora sugere canal ‘Pensar Africanamente’

Tatiana Joseph destaca que programas veiculados no canal do Youtube combatem o racismo

Temáticas são variadas
Temáticas são variadas

Sextou! Nesta sexta, 20 de maio, a dica cultural vem da professora Tatiana Joseph, do curso de Bacharelado em Dança da UFSM. Em tempos de racismo, inclusive na instituição, a sugestão de Tatiana é o canal do Youtube ‘Pensar Africanamente’. Para a docente, o acesso se destina a “quem gosta de uma cultura da palavra, de maturação intelectual e de beleza filosófica” e, que, certamente, irá se encantar com essa maneira inteligente de “trazer luz à ignorância sobre o racismo”. Confira a dica, abaixo.

“Por que eu indico o canal do youtube ‘Pensar Africanamente? Mediado por Silvany Euclênio, o canal é o exemplo de um belíssimo trabalho que pode ser feito não apenas pela mídia alternativa, mas por canais de televisão aberta, sobretudo, aquelas que gozam de subsídios estatais. Trata-se de um canal bem estruturado, com colunistas altamente qualificada/os, o que pode ser conferido todas as terças e quintas, das 19h30 às 21h e aos sábados, das 15h às 17h.

Os programas exibem debates em torno de temas como arte, cultura, política, pesquisas acadêmicas atuais, historiografia contemporânea, dentre outros. Cada programa funciona como uma roda de conversa dividida em dois blocos: o primeiro é mais expositivo (embora sempre dialogado) e o segundo é para que a/os convidada/os respondam às perguntas do chat ao vivo - que são fielmente mediadas por Silvany.

Para quem gosta de uma cultura da palavra, de maturação intelectual e de beleza filosófica, seguramente irá se encantar com mais uma maneira de trazer luz à ignorância sobre o racismo, que é um tema complexo e que encobre muitos dos espaços possíveis de se dar a ver a profundidade e a beleza das raízes afrodiaspóricas e afrobrasileiras. Para educadora/es do ensino superior em geral, sobretudo brancos e brancas, conhecer o canal é fundamental para se pensar projetos pedagógicos de cursos que se materializem em uma formação democrática e exponencialmente potente”.

Tatiana Wonsik Recompenza Joseph

Professora do curso de Bacharelado em Dança da UFSM.


Imagens: Divulgação
Edição: Fritz R. Nunes (Sedufsm)

Fotos da Notícia

Temáticas são variadas Canal no Yotube é uma ferramenta que ajuda a combater o racismo Professora Tatiana Joseph

Compartilhe com sua rede social


© 2022 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041