MOBILIZAÇÃO CONTRA REFORMA ADMINISTRATIVA

Cartilha sobre a PEC 32

Últimas Notícias

Espaço Cultural

Reflexões Docentes

Contatos SEDUFSM

(55) 3222 5765

Segunda à Sexta
08h às 12h e 14h às 18h

Endereço

SEDUFSM
Rua André Marques, 665
Centro, Santa Maria - RS
97010-041

Email

Fale Conosco - escreva para:
[email protected]

Notícias

20/06/2022   20/06/2022 18h09m   | A+ A- |   204 visualizações

Sedufsm debate adesão à greve nesta quarta, 22, em plenária híbrida

Última reunião do Setor das Ifes apontou indicativo de deflagração de greve para 27 de junho


O debate sobre adesão ou não ao indicativo de deflagração de greve nacional docente é o principal ponto de pauta da assembleia convocada pela Sedufsm para essa quarta-feira, 22 de junho. Com primeira chamada às 14h e segunda chamada às 14h30, o encontro ocorre no Auditório Flávio Miguel Schneider (prédio 42, Centro de Ciências Rurais). A plenária acontecerá em formato híbrido, ou seja, tanto presencial como também através de uma sala no Google Meet.  O link para acesso à videochamada é: https://meet.google.com/rmb-yzrd-fge

 O indicativo de greve nacional originou-se da última reunião do Setor das Instituições Federais (Ifes) do ANDES-SN, ocorrida no dia 11 de junho e na qual, tendo por base os relatos advindos das seções sindicais presentes, foi sinalizada a deflagração de greve a partir do dia 27 de junho para a categoria. Agora, tal proposta será levada às assembleias de base, entre os dias 20 e 24. Já no próximo dia 25, o Setor das Ifes reúne-se novamente para avaliar o resultado das assembleias e definir uma posição nacional sobre o movimento paredista.

Além da deflagração de greve, o Setor das Ifes também apontou uma agenda de lutas, composta pelas seguintes datas e atividades:

20 a 24/06 - Realização de rodada de assembleias de base

25/06 - Reunião do Setor das IFES para avaliação da rodada de assembleias.

27 a 29/06 - Ocupa universidades, institutos e Cefets, com atividades locais de

mobilização da categoria e amplo diálogo com a comunidade universitária

(rodas de conversa, assembleias, aulas públicas, panfletagem, atividades

artístico-culturais, dentre outras).

04 a 07/07 - Semana de luta em Brasília (DF) – Contra os cortes, bloqueios e

contingenciamentos orçamentários e por uma LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) que contemple reajuste

salarial para todo(a)s o(a)s SPFs.

05/07 - Dia Nacional de luta contra a privatização e em defesa das estatais.

Reivindicações

O sucateamento das universidades públicas, agudizado pelos sucessivos cortes e contingenciamentos decretados pelo governo Bolsonaro no orçamento das universidades, institutos e Cefets, é uma das motivações da possibilidade de greve docente. A necessidade de recomposição orçamentária da ordem, no mínimo, de 19,99% é outra motivação central, bem como a revogação da Emenda Constitucional 95, responsável pela grande maioria das tesouradas e arrochos vivenciados pela Educação e seus trabalhadores e trabalhadoras.

Se você tem interesse em saber mais sobre os motivos que podem levar à greve docente, expressar sua posição sobre o assunto e ajudar a fortalecer a mobilização em defesa da universidade e dos direitos das e dos servidores, compareça à assembleia nesta quarta.

O quê? Assembleia das e dos docentes da UFSM

Quando? Quarta-feira, 22 de junho

Horário? 14h (primeira chamada); 14h30 (segunda chamada)

Local? Auditório Flávio Miguel Schneider (prédio 42, Centro de Ciências Rurais)

Pelo Google Meet: https://meet.google.com/rmb-yzrd-fge

Pauta? 1. Informes; 2. Avaliação do indicativo de deflagração de greve para o dia 27/06; 3. Outros Assuntos

 

Texto: Bruna Homrich

Imagem: Italo de Paula

Assessoria de Imprensa da Sedufsm

 

Fotos da Notícia

Compartilhe com sua rede social


© 2022 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041