MOBILIZAÇÃO CONTRA REFORMA ADMINISTRATIVA

Cartilha sobre a PEC 32


ATENDIMENTO DA SEDUFSM

A Sedufsm informa que desde o dia 20 de outubro de 2021 recomeçou o atendimento presencial na sede. Os (as) sindicalizados (as) devem entrar em contato pelo e-mail [email protected] ou pelo fone (55) 3222.5765 para fazer o agendamento da ida à sede.


Últimas Notícias

Espaço Cultural

Reflexões Docentes

Contatos SEDUFSM

(55) 3222 5765

Segunda à Sexta
08h às 12h e 14h às 18h

Endereço

SEDUFSM
Rua André Marques, 665
Centro, Santa Maria - RS
97010-041

Email

Fale Conosco - escreva para:
[email protected]

Twitter

SEDUFSM

Facebook

SEDUFSM

Youtube

SEDUFSM

Notícias

05/03/2015   05/03/2015 16h32m   | A+ A- |   2644 visualizações

Federal de Tocantins adere à Ebserh sem discussão

Decisão da reitoria da UFT não passou pelo Conselho Universitário

Assinatura do convênio aconteceu dia 25 de fevereiro, em Brasília, sem aval do Consuni
Assinatura do convênio aconteceu dia 25 de fevereiro, em Brasília, sem aval do Consuni

A Universidade Federal do Tocantins (UFT) assinou contrato de gestão compartilhada do Hospital de Doenças Tropicais (HDT) de Araguaína com a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) na quarta, 25 de fevereiro, em Brasília (DF). Não houve qualquer discussão sobre a adesão com a comunidade acadêmica, muito menos decisão deliberada no Conselho Universitário (Consuni).

“Não falaram nada com ninguém. Simplesmente foram até Brasília, assinaram o contrato e postaram a notícia no site da universidade”, critica Maurício Alves da Silva, presidente da Seção Sindical dos Docentes da UFT (Sesduft – Seção Sindical do ANDES-SN). Segundo Silva, o HDT foi recentemente doado à universidade pelo estado do Tocantins, e o fato de a adesão à Ebserh não ter passado pelas instâncias necessárias demonstra, como em outras instituições pelo país, uma ofensa à autonomia e à democracia universitária.

O sindicalista afirma ainda que a universidade e a Ebserh têm tratado a adesão do HDT à empresa como fundamental para a criação do curso de medicina em Araguaína. “Não estamos lutando contra a criação do curso de medicina. Apenas queremos que o hospital não seja gerido por esse modelo de administração que é a Ebserh”, afirma. O presidente da Sesduft SSind cita ainda que a UFT ainda não tem Hospital Universitário em Palmas, capital do estado e sede da universidade, mas que a Ebserh já está participando do processo de criação do projeto do futuro hospital, o que demonstra que ele será construído de acordo com o modelo privatista da empresa.

O 34º Congresso do ANDES-SN, realizado em Brasília entre os dias 23 e 28 de fevereiro, aprovou, em sua plenária final, moção de repúdio à condução antidemocrática do processo de adesão da UFT à Ebserh.

Ato público

Nesta sexta, 6 de março, acontece no Rio de Janeiro um ato nacional contra a privatização da saúde e contra a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh). A manifestação ocorrerá a partir das 16h, na praça da Cruz Vermelha, e tem entre seus organizadores, o Fórum de Servidores Federais e a Frente Nacional contra a privatização da saúde.

Fonte e foto: ANDES-SN

Edição: Fritz R. Nunes (Sedufsm)

Fotos da Notícia

Assinatura do convênio aconteceu dia 25 de fevereiro, em Brasília, sem aval do Consuni

Compartilhe com sua rede social


© 2021 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041