MOBILIZAÇÃO CONTRA REFORMA ADMINISTRATIVA

Cartilha sobre a PEC 32


ATENDIMENTO DA SEDUFSM

A Sedufsm informa que desde o dia 20 de outubro de 2021 recomeçou o atendimento presencial na sede. Os (as) sindicalizados (as) devem entrar em contato pelo e-mail [email protected] ou pelo fone (55) 3222.5765 para fazer o agendamento da ida à sede.


Últimas Notícias

Espaço Cultural

Reflexões Docentes

Contatos SEDUFSM

(55) 3222 5765

Segunda à Sexta
08h às 12h e 14h às 18h

Endereço

SEDUFSM
Rua André Marques, 665
Centro, Santa Maria - RS
97010-041

Email

Fale Conosco - escreva para:
[email protected]

Twitter

SEDUFSM

Facebook

SEDUFSM

Youtube

SEDUFSM

Notícias

26/01/2016   26/01/2016 17h49m   | A+ A- |   1114 visualizações

35º Congresso debate conjuntura e define centralidade da luta

Evento prossegue nesta terça e quarta com as discussões dos grupos mistos

Final da tarde de segunda, 25: plenária debateu conjuntura e aprovou centralidade da luta
Final da tarde de segunda, 25: plenária debateu conjuntura e aprovou centralidade da luta

O primeiro dia do 35º Congresso do ANDES-SN, nesta segunda (25) foi marcado pela realização de plenárias: a de abertura, de instalação e a que se refere ao tema I, que tem como tema “Movimento docente, conjuntura e centralidade da luta para 2016. A aprovação da centralidade da luta aconteceu já no início da noite de segunda, após um extenso debate sobre conjuntura nacional e internacional. A redação final tomou como base um Texto de Resolução (TR) da diretoria do ANDES-SN, com diversas contribuições da plenária. A redação da centralidade da luta ficou assim:

- “Defesa do caráter público, democrático, gratuito, laico e de qualidade da educação, da valorização do trabalho docente, dos serviços públicos e dos direitos dos trabalhadores, com a intensificação do trabalho de base e fortalecimento da unidade classista com os movimentos sindical, estudantil e popular, na construção do projeto da classe trabalhadora”.

Nos debates da plenária do tema I, ao longo da tarde e já adentrando a noite, a crise mundial do Capital, os ataques aos direitos sociais da classe trabalhadora, ao caráter público da educação e as greves protagonizadas pelos docentes em 2015 foram alguns dos temas levantados e amplamente discutidos.

Diversas falas destacaram a necessidade de ampliar a luta em conjunto com as demais categorias, tanto do setor público quanto privado, movimentos sociais e populares para ampliar a reação a esses ataques, e intensificar a luta pela auditoria da dívida pública. Além disso, as manifestações dos congressistas reforçaram a importância em aprofundar o trabalho de base para enfrentar a precarização das condições de trabalho nas instituições de ensino e as diversas tentativas de privatização da educação.

Em sua fala, o presidente do ANDES-SN, Paulo Rizzo, pontuou que é necessário aprofundar a luta para além dos enfrentamentos no setor da educação e atuar de forma incisiva na perspectiva da reorganização dos trabalhadores. “Somente a classe trabalhadora será capaz de ter alternativa ao conjunto de ataques que vem sofrendo”, ressaltou, destacando ainda a necessidade de ampliar a ação internacionalista do ANDES-SN, diante do quadro agudo da crise em escala mundial. 

Rizzo concluiu afirmando a necessidade do ANDES-SN “aprofundar o trabalho de base, para o enfrentamento no interior da universidade aos efeitos nefastos da precarização do trabalho e destruição do caráter publico da educação”.

Grupos mistos

O 35º Congresso do ANDES-SN, que tem como tema central “Em defesa da educação pública e gratuita e dos direitos dos trabalhadores” prossegue até o sábado, dia 30, intercalando reuniões de grupos mistos de trabalho com plenárias deliberativas. Nesta terça, 26, o dia foi de reuniões dos grupos mistos do tema I- Políticas sociais e plano geral de lutas. Já nesta quarta, 27, haverá grupos mistos do tema III, que é o Plano de lutas dos setores. As plenárias deliberativas serão retomadas na quinta, 28, na parte da tarde. O evento está acontecendo na UTFPR, em Curitiba (PR), e tem a participação de uma delegação da Sedufsm com oito professores.

Texto: Fritz R. Nunes com a colaboração da assessoria de imprensa do ANDES-SN

Edição e fotos: Fritz R. Nunes

Assessoria de imprensa da Sedufsm 

Fotos da Notícia

Final da tarde de segunda, 25: plenária debateu conjuntura e aprovou centralidade da luta Manhã e tarde desta terça teve grupos mistos Tema dos grupos nesta terça foi o tema II, plano de lutas e políticas sociais Grupos mistos prosseguem nesta quarta, 27 Nesta quarta, 27, o debate nos grupos será sobre o tema III Delegação da Sedufsm no Congresso tem oito professores Na quinta, 28, além de grupo misto pela manhã, haverá plenária à tarde Grupos mistos encerram na sexta, 29, pela manhã

Compartilhe com sua rede social


© 2021 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041