Greve Geral em Santa Maria iniciou com piquete em empresas de ônibus SVG: calendario Publicada em
SVG: atualizacao Atualizada em 14/06/19 16h20m
SVG: views 3098 Visualizações

Manifestantes também fecharam entrada do campus da UFSM, na Avenida Roraima

Alt da imagem
Piquete na empresa Medianeira começou antes de amanhecer o dia

Sindicalistas, servidores públicos, trabalhadores em geral, estudantes e integrantes de movimentos sociais, acordaram cedo nesta sexta (14) para dar concretude à Greve Geral convocada pelas centrais sindicais brasileiras. O movimento, de caráter nacional, é contra a Reforma da Previdência e, em oposição aos cortes na educação,  ações promovidas pelo governo Bolsonaro. Em Santa Maria, a manhã começou com piquetes em duas empresas de ônibus: Expresso Medianeira e Centro Oeste. Afora isso, ocorreram bloqueios em algumas rodovias da região, e também, uma manifestação na entrada do campus da UFSM, na Avenida Roraima, com a participação dos três segmentos que integram a instituição.

A mobilização junto às duas empresas de transporte coletivo, sendo que a Medianeira, é a maior da cidade, gerou uma redução significativa dos ônibus em circulação. O retorno à normalidade só ocorreu após as 11h, quando houve a liberação, por parte dos manifestantes, das entradas das duas garagens das empresas. Não houve registro de confrontos, mesmo quando os apoiadores da greve realizaram um bloqueio temporário na rodovia, próxima à Viação Centro Oeste. Neste momento, os policiais rodoviários da Brigada Militar pressionaram pela liberação da via.

UFSM

Na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), campus de Camobi, a concentração dos manifestantes iniciou por volta das 6h, no lonão (barraca) em frente ao prédio do CCNE. Logo em seguida, estudantes, técnicos e docentes, se deslocaram até a rótula da Avenida Roraima no entroncamento com a rodovia que conduz a Porto Alegre. Portando faixas e cartazes em defesa de mais recursos para a educação e contra a reforma previdenciária, os manifestantes, compostos de um contingente amplo do segmento estudantil, fecharam aquela entrada do campus, inclusive com o uso de pneus. Entretanto, servidores do Hospital Universitário, pacientes que se dirigiam ao Husm e ambulâncias em deslocamento para aquele local, tiveram livre acesso.

REGIÃO

Há registros de atividades relacionadas à greve geral em vários municípios da região. É o caso de Frederico Westphalen e também de Sarandi, em cuja rodovia houve concentração de manifestantes. A Sedufsm recebeu imagens também de organização de ações grevistas em Agudo e São Sepé. O diretor da Sedufsm, Gihad Mohamad, se deslocou para apoiar a manifestação em Cachoeira do Sul.



(VER MAIS FOTOS ABAIXO, EM ANEXO)

Texto: Fritz R. Nunes

Fotos: Fritz R. Nunes e divulgação

Assessoria de imprensa da Sedufsm

SVG: camera Galeria de fotos na notícia

Carregando...

SVG: jornal Notícias Relacionadas

Sedufsm convoca assembleia para a próxima quinta, 10 de fevereiro

SVG: calendario 04/02/2022
SVG: tag Reforma da Previdência
Deliberação sobre greve unificada do funcionalismo está na pauta

Previdência do servidor sofre novas alterações em 2021

SVG: calendario 06/01/2021
SVG: tag Reforma da Previdência
Regra de transição exigirá, no mínimo, 98 pontos para homens e 88 para mulheres

Novas alíquotas previdenciárias passam a valer a partir de 1º março

SVG: calendario 07/02/2020
SVG: tag Reforma da Previdência
Andes cria calculadora para que docentes conheçam o impacto em seus vencimentos

Veja todas as notícias