MOBILIZAÇÃO CONTRA REFORMA ADMINISTRATIVA

Sindicato

ATENDIMENTO DA SEDUFSM

A Sedufsm informa que desde o dia 20 de outubro de 2021 recomeçou o atendimento presencial na sede. Os (as) sindicalizados (as) devem entrar em contato pelo e-mail [email protected] ou pelo fone (55) 3222.5765 para fazer o agendamento da ida à sede.


Últimas Notícias

Espaço Cultural

Reflexões Docentes

Contatos SEDUFSM

(55) 3222 5765

Segunda à Sexta
08h às 12h e 14h às 18h

Endereço

SEDUFSM
Rua André Marques, 665
Centro, Santa Maria - RS
97010-041

Email

Fale Conosco - escreva para:
[email protected]

Twitter

SEDUFSM

Facebook

SEDUFSM

Youtube

SEDUFSM

Notícias

16/07/2021   16/07/2021 11h23m   | A+ A- |   357 visualizações

Número de servidores em teletrabalho diminuiu no auge da pandemia

Diretora da Sedufsm avalia que dados comprovam política genocida do governo federal

Gráfico que mostra queda de servidores em home office durante período crítico da pandemia
Gráfico que mostra queda de servidores em home office durante período crítico da pandemia

Após a primeira onda de Covid-19, empregadores relaxaram algumas das medidas de distanciamento social. E no governo federal a situação foi parecida. Uma parte significativa de servidores e servidoras públicos (as) retornou ao trabalho presencial. E, mesmo com a segunda onda da doença, eles não voltaram ao teletrabalho. A resultante desse quadro é que, mesmo com recordes de mortes por Covid-19, durante a segunda onda havia menos servidores federais em home office do que no primeiro pico de óbitos pela doença.

Conforme dados publicados pelo jornal ‘Metrópoles’, de Brasília, a quantidade de servidores federais listada como em modalidade de teletrabalho por conta da pandemia caiu de 87,5 mil, em outubro de 2020, para 49,7 mil, em janeiro de 2021, o que representa uma redução de 43,2%.

Ainda segundo o jornal, mesmo com a intensificação na quantidade de mortes pelo novo coronavírus, no primeiro trimestre deste ano, o número de servidores em trabalho remoto por conta da pandemia pouco cresceu no mesmo período, com o retorno de poucos funcionários ao home office. Esse índice passou de 49,7 mil, em janeiro, para 57,4 mil, em maio. A alta foi de menos de 8 mil servidores, ou 15%. Se considerado o pico de outubro de 2020, entretanto, houve queda de 34,4%.

Na avaliação da professora Marcia Morschbacher, secretária-geral da Sedufsm, esses dados indicam a real política do governo na pandemia, ou seja, uma política responsável pelo genocídio em curso no país. Marcia entende que “há uma evidente pressão sobre os/as servidores/as, que vem na forma, para ficar em alguns aspectos, da imposição do retorno ao trabalho presencial sem condições adequadas, da intensificação do trabalho e da retirada de direitos”.

Ataques conectados

Para a dirigente da Sedufsm, “o retorno ao trabalho presencial, nas atuais condições da pandemia, e sem a efetiva implantação de protocolos sanitários nos locais de trabalho, colocam em risco a saúde das pessoas (os/as servidores/as e a população que acessa os serviços prestados)”. Marcia Morschacher acrescenta ainda que “é preciso questionar quais são as condições em que estes/as servidores/as foram/estão sendo submetidos ao trabalho presencial: provavelmente, sem vacina para todos/as e todas, sem testagem em massa, fornecimento de EPIs de qualidade, sem adaptação na estrutura física dos espaços de trabalho, entre outros aspectos”.

A diretora da seção sindical também vê conexão entre o fato expressado pelos números e outros ataques do Executivo Federal. Márcia afirma que é preciso lembrar que, durante a vigência da pandemia, o governo Bolsonaro aprovou a Lei Complementar 173/2020, que proíbe qualquer reajuste ou adequação na remuneração, criação de cargos e funções e alterações na estrutura das carreiras, que impliquem em aumento de despesas e da PEC 186, que congelou os salários dos/as servidores/as públicos. “E temos pela frente a reforma administrativa. São aspectos conectados”, enfatiza Marcia.


Texto: Fritz R. Nunes com informações e ilustração do ‘Metrópoles’

Assessoria de imprensa da Sedufsm

Fotos da Notícia

Gráfico que mostra queda de servidores em home office durante período crítico da pandemia

Compartilhe com sua rede social


© 2021 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041