MOBILIZAÇÃO CONTRA REFORMA ADMINISTRATIVA

Cartilha sobre a PEC 32


ATENDIMENTO DA SEDUFSM

A Sedufsm informa que desde o dia 20 de outubro de 2021 recomeçou o atendimento presencial na sede. Os (as) sindicalizados (as) devem entrar em contato pelo e-mail [email protected] ou pelo fone (55) 3222.5765 para fazer o agendamento da ida à sede.


Últimas Notícias

Espaço Cultural

Reflexões Docentes

Contatos SEDUFSM

(55) 3222 5765

Segunda à Sexta
08h às 12h e 14h às 18h

Endereço

SEDUFSM
Rua André Marques, 665
Centro, Santa Maria - RS
97010-041

Email

Fale Conosco - escreva para:
[email protected]

Twitter

SEDUFSM

Facebook

SEDUFSM

Youtube

SEDUFSM

Notícias

24/11/2021   24/11/2021 16h17m   | A+ A- |   85 visualizações

Entidades da saúde e dos direitos humanos denunciam violações de direitos em meio à pandemia

Documento destaca ações e omissões do governo Bolsonaro que contribuíram para agravamento da crise, especialmente entre grupos sociais mais vulneráveis

Denúncia foi protocolada junto à PGR e, nas próximas semanas, deve ser apresentado a organismos internacionais
Denúncia foi protocolada junto à PGR e, nas próximas semanas, deve ser apresentado a organismos internacionais

Na última quinta-feira, 19 de novembro, a Mesa Diretora do Conselho Nacional de Saúde (CNS), representantes do Conselho Nacional de Direitos Humanos (CNDH) e integrantes de outras entidades sociais entregaram o documento “Denúncia de Violações dos Direitos à Vida e à Saúde no contexto da pandemia da covid-19 no Brasil” para o procurador-geral Augusto Aras e para o sub-procurador da Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão, Carlos Alberto Vilhena. A ideia é que o documento também seja protocolado junto a órgãos internacionais.

Dividido em duas partes, o documento lista, inicialmente, as ações e omissões adotadas pelo governo federal e por Bolsonaro e que contribuíram para o agravamento da crise sanitária no Brasil. Num segundo momento, a publicação destaca as consequências de tais violações sob os grupos sociais vulnerabilizados – a exemplo de indígenas, negros e negras, comunidades LGBTQIA+, mulheres e população carcerária.

“A PGR também está com o Relatório Final da CPI da Pandemia. As questões que denunciamos estão conjugadas. Nosso documento contribuiu com as investigações no Senado. O relatório que estamos entregando reafirma a robustez das nossas denúncias, com bases científicas e técnicas, dos pesquisadores e pesquisadoras, que contribuíram na elaboração desse material”, disse o presidente do CNS, Fernando Pigatto.

Leia aqui o relatório na íntegra.

 

Fonte e imagem: CNS

Edição: Bruna Homrich/Assessoria de Imprensa da Sedufsm

 

Fotos da Notícia

Denúncia foi protocolada junto à PGR e, nas próximas semanas, deve ser apresentado a organismos internacionais

Compartilhe com sua rede social


© 2021 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041